março 2017

trump

O que fazer para entrar no país do Donald Trump?

Postado por: Manu Cavalli/ 875 0

Após Donald Trump assumir a presidência dos Estados Unidos, muitas pessoas estavam se perguntando, “ Como vou fazer meu intercâmbio para os Estados Unidos? ” Agora a Travelmate vai acalmar você e te dar a solução para esse problema.

O que fazer para entrar no país do Donald Trump?

Sabemos que o Estados Unidos é o sonho de qualquer intercâmbista, mas já pensou que existe mais de 40 países para você conhecer, estudar e fazer a viagem mais importante da sua vida?

Bom, vamos ver quais os melhores países para curar essa dor de talvez não poder ir mais ao lugar onde fica a Disney, Estátua da Liberdade, Hawaii, Hollywood entre outras coisas.

O que fazer para entrar no país do Donald Trump

 

Um país calmo, bonito e com muita coisa para se ver, o Canadá é um dos países que mais recebe intercâmbistas. O país possui uma das melhores educações do mundo e a segurança do lugar é incrível.  Caso esteja pensando em morar lá, saiba que o Canadá foi considerado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) como 3º melhor país em qualidade de vida em 2016.

O melhor de tudo é que o governo do Canadá já demostrou que quer muito receber intercâmbistas, facilitando a emissão de vistos. Caso você queira estudar ou viajar par ao Canadá, você consegue facilmente um visto de 6 meses, o Temporary Resident Visa. Para mais tempo você precisa fazer o Study permit e para trabalhar é necessário o Work Permit.

Uma curiosidade, é que logo após Donald Trump assumir a presidência dos Estados Unidos, o site de imigração do Canadá recebeu tantos acessos que o site caiu e ficou um tempo fora do ar.

Ottawa

 

Atravessando o mundo, a Austrália é mais um país que vai fazer você esquecer rapidinho o USA. A Austrália é um país desenvolvido e o turismo é um ponto forte deles. Para fazer a emissão de vistos você precisa entra no site ImmiAccount, onde você faz o processo online.

Se você for estudar por 12 semanas ou menos, o visto para Austrália de turista é suficiente. Se quiser estudar e trabalhar na Austrália, recomendamos que você pegue um pacote de estudo com mais de 14 meses, sendo assim você poderá legalmente trabalhar.

Austrália é um país encantador por sua natureza e tecnologia, e suas faculdades não deixam a desejar, tendo várias entre as melhores do mundo. E o melhor, você encontra passeios incríveis e vai poder ver os famosos cangurus!

Sydney
Sydney

 

  • Europa

Vai dizer que você nunca pensou em ir para a Europa e viver aquele clima chique? Então vamos ver alguns países que são os mais visitados pelos nossos intercâmbistas.

Começamos com a Inglaterra, terra da Rainha, o país tem histórias incríveis e uma cultura gigante. Para turismo ou estudos por menos de 6 meses não precisam de visto para a Inglaterra. Se você for estudar por mais de 6 meses será necessário obter visto de estudante.

 

Londres
Londres

 

A Irlanda possui 6 milhões de habitantes e a língua oficial é o inglês, mas caso você vá para lá, não ache estranho se alguém estiver falando irlandês. Confirmando a matrícula e a acomodação, o oficial da imigração lhe dará um visto provisório que pode variar entre 30 e 90 dias. Porém, estudantes que permanecerão na Irlanda por período maior que os três meses precisam se registrar na Garda National Immigration Bureau (GNIB), que é o escritório geral da imigração no país, para receber o visto para o período subsequente.

No país da Torre mais famosa do mundo, os brasileiros que vão apenas turistas não precisam de vistos para um período de até 90 dias. Se pretende ficar mais de 3 meses, você deverá solicitar um visto de longa permanência (long séjour).

Dublin
Dublin

 

Já pensou em estudar em uma Ilha? Malta vai te proporcionar isso e muito mais. Nos últimos anos vem crescendo muito a taxa de intercambio para Malta, e não por menos, o país comparado com os outros na Europa, ele é barato e muito chamativo.

Se você pretende estudar ou apenas viajar, até 90 dias de estadia não é necessário o visto para Malta. Porém, se quiser prorrogar esse período de estudos, a própria escola que você se matriculou te ajuda na obtenção do visto e na extensão do prazo de estudos. Caso queira trabalhar, saiba que vai ser mais difícil, pois você vai precisar do seu empregador, que vai te ajudar no processo afirmando que você irá trabalhar para ele.

malta
Malta

 

Ao lado da Austrália, a Nova Zelândia é um país afastado, mas que possui vistas incríveis e que se você for, não esquecerá tão fácil assim. País do Rugby, que por sinal já foram campeões mundiais várias vezes, a Nova Zelândia é mais um dos países que levam a educação a sério, sendo uma das melhores do mundo.

Para cursos de até 3 meses não é necessário solicitar o visto antes de embarcar. Após isso, é necessário o visto no país. O visto de trabalho só é dado para quem conseguiu um emprego na Nova Zelândia, sendo assim, você só vai para trabalhar na Nova Zelândia saindo aqui do Brasil já com o empregador definido.

Auckland
Auckland

 

Mas eai, se eu ainda querer ir para os Estados Unidos?

Temos uma boa notícia para você, o atual presidente pode ter dificultado as coisas, mas é claro que você vai poder ir estudar, viajar e conhecer os Estados Unidos. Veja agora como ficou para tirar o seu visto para os USA:

  • O processo de solicitação de renovação de visto na mesma categoria que, a partir de agora, terá entrevista. Antes, os solicitantes que pediam a renovação eram dispensados da entrevista se o pedido fosse feito até 48 meses após o vencimento.
  • Além disso, as regras para isenção de entrevistas sofreram mudanças. Agora, somente quem tem menos de 14 anos ou mais de 79 está dispensado. Antes, os adolescentes de 14 e 15 anos e idosos acima de 66 anos que pediam o visto pela primeira vez não precisavam realizar a entrevista no consulado.
  • A renovação de visto na mesma categoria para solicitantes que tiveram o documento expirado há menos de 12 meses não necessita de entrevista.
  • O visto de estudante tem duração de 4 anos e a escola de inglês ou universidade vai fornecer a documentação para comprovar que você vai criar um vínculo estudantil. Um destes documentos é o Formulário I-20, ele é enviado até 4 semanas após a sua matrícula.
Los Angeles
Los Angeles

 

Existem alguns tipos de vistos de estudante nos Estados Unidos. Vamos aos mais importantes:

  •  Visto F-1 – Para quem deseja estudar em uma faculdade ou universidade americana ou estudar inglês em alguma escola ou faculdade credenciada.
  • Visto J-1 – Se for participar de algum programa de intercâmbio educacional ou cultural.
  • Visto M-1 – Se for realizar a sua matrícula em um programa profissionalizante ou não acadêmico.

Bom, vimos que ainda é possível viajar para os Estados Unidos, mas não se prenda somente lá, o mundo tem lugares incríveis para você conhecer e fazer o melhor intercâmbio de todos.

Clique aqui e confira os melhores pacotes para você estudar fora do Brasil.

trump

 

 

 

vancouver

O que fazer em Vancouver?

Postado por: Manu Cavalli/ 1620 2

Vancouver, como a maioria das cidades do Canadá, é uma cidade incrível e encantadora para conhecer, estudar e trabalhar. Vancouver tem sido classificada como “a cidade mais habitável” no mundo há mais de uma década, de acordo com avaliações de revistas de negócios. Além, de qualidades como segurança e saúde, Vancouver é muito visitada por estudantes de intercâmbio, que realizam o sonho de conhecer o local e sempre saem de lá querendo voltar.

Mas o que fazer em Vancouver? Está pensando em viajar para lá e ainda não sabe onde ir? Aqui colocaremos os principais pontos turísticos de uma das maiores cidades do Canadá.

  • Parque de Stanley

O Parque de Stanley é um ponto incrível e que você não pode deixar de conhecer se for para Vancouver. É o maior parque urbano no Canadá e terceiro maior na América do Norte.

o que fazer em vancouver

O parque atrai cerca de oito milhões de visitantes cada ano, incluindo locais e turistas, que vem pelos seus atributos naturais entre outras coisas. Uma muralha marítima de 8.8 km rodeia o parque, que é usado 2.5 milhões de pedestres, ciclistas e patinadores-em-linha cada ano.

O Projeto para os Espaços Públicos declarou o Stanley Park como 16.º melhor do mundo e o 6º melhor da América do Norte.

  • Seawall 

Seawall é um percurso ao redor do Stanley Park, à beira mar, com mais de 20 km de pista, de um lado é um paredão de pedra e do outro o oceano. É o lugar ideal para fazer uma caminhada ou corrida, andar de bicicleta ou patins e se exercitar com uma vista maravilhosa das montanhas cobertas de neve. Não deixe de visitar o Seawall em Vancouver e conhecer mais um pouquinho dessa cidade.

Stanley_Seawall

  • Granville Island

A Granville Island está localizada embaixo da Granville Street Bridge, ponte que dá acesso a Downtown e que desemboca na Granville Street, uma das ruas mais conhecidas da cidade. No entanto, quando o assunto é comida boa e barata e, além disso, acompanhada da melhor cerveja da cidade, a resposta imediata é o mercado municipal de Granville Island.

Granville Island

O local oferece as mais variadas opções de comida, de pratos orientais a deliciosas sopas. Além disso, próximo ao mercado municipal, localiza-se a fábrica da cerveja Granville Island. Produzida quase de forma artesanal, a cerveja é um dos orgulhos dos habitantes da cidade.

  • Museu de Antropologia

Além de ser uma famosa atração turística, o museu é também um lugar de aprendizagem, usado por um número de cursos da Universidade da Colúmbia Britânica, e ainda é usado como um museu de pesquisa.

Museu de Antropologia

O museu localiza-se na Northwest Marine Drive, 6393, no campus da Universidade da Colúmbia Britânica, que oficialmente não fica dentro dos limites da cidade de Vancouver.

O museu foi fundado em 1947, quando os vários itens da coleção etnográfica da Universidade da Colúmbia Britânica foram expostos na Biblioteca Principal. O Dr. Harry Hawthorn serviu como o primeiro diretor do novo museu, com a sua mulher Dr. Audrey Hawthorn servindo como a primeira curadora.

Museu de Antropologia

  • Vancouver Aquarium

Um dos maiores aquarios do mundo, ele está localizado dentro do Stanley Park, e tem como objetivo principal conectar seus visitantes com o mundo natural. Uma associação auto-sustentável, o Aquário se dedica à conservação da vida marinha.

Vancouver Aquarium

Desde sua inauguração em 1956, o Aquário de Vancouver já recebeu mais de 35 milhões de pessoas e está aberto 365 dias por ano. A programação varia de acordo com a época do ano.

Um ótimo passeio para quem adora conhecer novos animais e saber um pouco mais sobre a vida marítima.

Vancouver Aquarium

  • English Bay

A English Bay está localizada no cruzamento final das ruas Davie e Denman, é uma charmosa praia ao lado do Stanley Park e de frente para o Oceano Pacífico.

English Bay

Durante o Verão, entre o final de junho e começo de setembro, o local torna-se um dos pontos mais frequentados da cidade. A maior parte dos visitantes é composta por jovens canadenses, turistas e estudantes internacionais.

Não deixe de conferir o pôr do sol na English Bay, que se dá ao horizonte da praia e fica refletido nas águas do mar – um espetáculo visual. Vale sempre lembrar que em Vancouver, durante o Verão, o sol se põe entre 21h e 22h

Além de todos esses pontos turísticos, você também vai poder conhecer diversos shoppings, restaurantes de várias culturas e outras coisas que só Vancouver te proporciona.

Quer estudar, trabalhar ou passear em Vancouver? Clique aqui e realize seu sonho!

st patricks

Saiba tudo sobre St. Patrick’s Day

Postado por: Manu Cavalli/ 1020 0

St. Patrick’s Day é uma comemoração anual que acontece no dia 17 de março e homenageia o padroeiro da Irlanda.

A celebração começou na Irlanda, de forma religiosa, e hoje já conquistou o mundo, principalmente os países que falam a língua inglesa. Na ocasião, as pessoas se vestem com trajes verdes e saem pelas ruas para comemorar o dia.

St. Patrick’s Day

  • Mas qual é a história de St. Patrick’s?

Patrick nasceu em terras britânicas, no final do século 4, e era filho de uma família nobre. Aos 16 anos, ele foi sequestrado por piratas irlandeses e levado para a Irlanda. Ele foi feito refém por mais de 6 anos. Sozinho, ele se dedicou à religião e tornou-se um devoto cristão.

Após esse tempo preso, ele fugiu – depois de ter ouvido vozes, que ele disse ser de Deus – e conseguiu voltar para a sua terra natal. Mais tarde, depois de ter estudado a religião por um tempo, ele ouviu um segundo “chamado”, desta vez para voltar à Irlanda como missionário.

St. Patrick’s

Na Irlanda, ele incorporou elementos da cultura local em sua pregação. Uma das lendas diz que a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) foi explicada com um trevo em mãos. Por isso o trevo ainda é usado como símbolo dessa comemoração.

Depois de 30 anos como missionário na Irlanda, estabeleceu-se num lugar chamado County Down até a sua morte. A valorização atribuída à imagem deste homem não está nos detalhes históricos, mas na inspiração de um homem que conseguiu retornar ao país de origem depois de ser escravo quando criança, com o intuito de transmitir a mensagem de Cristo.

Acredita-se que St. Patrick tenha morrido no dia 17 de março de 461.

  • As comemorações

A primeira “reunião” de irlandeses em homenagem a St. Patrick aconteceu em Boston, nos EUA, em 17 de março 1737. Porém o primeiro evento de Saint Patrick’s Day, foi na verdade um desfile “militar” que aconteceu em Nova York no ano de 1762.

Além de Irlanda e EUA, destino de 4,5 milhões de imigrantes irlandeses entre 1820 e 1930, outros países como Inglaterra, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Japão, Cingapura e Rússia também comemoram a data. Por aqui, não há desfiles, mas diversos bares em várias cidades brasileiras prometem uma programação especial por conta do “Saint Patrick’s Day”.

St. Patrick’s em curitiba
Bar de Curitiba comemorando o dia de St. Patrick’s

 

  • Curiosidades
    • Foi levado para a Irlanda como escravo aos 16 anos;
    • Escapou depois de 6 anos escravizado;
    • Tornou-se sacerdote cristão, e, mais tarde, bispo;
    • Retornou à Irlanda como missionário;
    • Desempenhou importante papel na conversão de Irlandeses ao Cristianismo;
    • Alguns de seus escritos sobreviveram, como Confessio, a Epistola ad Caroticum.
  • A cor Verde

Com o passar dos anos a cor verde e sua ligação com o dia de São Patrício aumentou. Fitas verdes e trevos eram usados nas celebrações do dia de São Patrício no século XVII. Dizem que São Patrício usou o trevo para explicar a Santíssima Trindade aos pagãos celtas, com isso, o uso de trevos de três folhas e similares estão intimamente ligados aos festejos.

google st patricks
Homenagem do Google no dia de St. Patrick’s

 

Na rebelião irlandesa de 1798, na esperança de propagar seus ideais políticos, soldados irlandeses vestiram uniformes verdes no dia 17 de março na esperança de chamar a atenção pública à rebelião. A expressão irlandesa “the wearing of the green” (Vestindo o verde), significa usar um trevo ou então outra peça de roupa que seja verde em referência aos soldados rebeldes.

St. Patrick’s Day roupas

Depois de saber tudo sobre o dia de St. Patrick’s, você só precisa vestir verde, ir comemorar e se divertir muito!

Quer conhecer mais sobre o país de St. Patrick’s? Clique aqui e veja os melhores pacotes para a Irlanda.

 

 

Como escolher o seu intercâmbio?

Postado por: Manu Cavalli/ 1977 0

Uma hora chega o momento de decidir: Vou fazer um intercâmbio! Mas por onde começar? Para onde eu vou? O que posso gastar? Veja os principais passos para você escolher o seu intercâmbio.

  • Que idioma você quer aprender?

Antes de mais nada, o principal é saber qual idioma você quer aperfeiçoar e assim decidir o país de seu destino. Existem países que possuem várias línguas, por ser povoado por diversas culturas, como o Canadá, normalmente as pessoas vão até lá para falar inglês, mas caso você queira estudar francês, você terá muita facilidade em encontrar pessoas que falam a língua, principalmente em Montreal e Quebec.

como escolher o seu intercambio

  • Que país quer conhecer?

Talvez a parte mais difícil e a mais legal, escolher o país é uma decisão que vai mudar a sua vida! Sim, é meio radical, mas escolher o país, principalmente para seu primeiro intercâmbio, é escolher o destino onde você vai realizar seu sonho e conhecer lugares que você sempre quis.

Quem nunca sonhou em conhecer o Grand Canyon ou a Torre Eifel. Então, para sua viagem ser perfeita, escolha o lugar do seus sonhos e embarque no avião.

Dica: Se você não possui condições financeiras em escolher o local que você desejaria, alguns lugares são incríveis e ainda você vai sair economizando, como Malta, Canadá, Irlanda e Argentina.

  • Em que cidade quer morar?

Sim, quando você acha que a parte difícil de escolher o país acabou, vem a parte de escolher a cidade, óbvio. Normalmente as cidades mais famosas tem todos os tipos de cursos de intercâmbio, então a escolha também vai ser feita um pouquinho com o coração.

Recomendamos que você escolha uma cidade com vários lugares legais e com muitas atrações (Quase todas são assim, então complica mais um pouco), como Nova York que tem a famosa Estátua da Liberdade ou a Times Square, ou Toronto, que possui uma das maiores torres do mundo e também possui parques de diversão incríveis como o Canadá’s Wonderland.

malta

  • Qual tipo de curso de idioma no exterior quer fazer?

O próximo passo é escolher qual o tipo de programa que você quer fazer. Existem programas para estudar, trabalhar ou fazer ambos. Clique neles para saber mais informações.

Estudar:

Trabalhar:

Ambos:

high school

 

  • Quanto tempo estudar no exterior?

O tempo que você vai ficar no exterior é influenciado por várias coisas, como o tipo de curso escolhido e a sua condição financeira.

Outro fator importante é o seu tempo disponível, normalmente as pessoas que trabalham fazem um intercâmbio de 4 semanas, já as pessoas que apenas estudam têm a disponibilidade das férias do fim de ano, podendo chegar até 3 meses.

Dependendo do curso, você pode fazer um intercâmbio com até 2 anos de duração.

  • Onde ficar durante o intercâmbio?

Também dependendo do seu destino e o tempo, saber escolher onde ficar no intercâmbio é muito importante.

Se for ficar entre 4 e 12 semanas recomendamos ficar em uma casa de família, além de você treinar seu inglês com as pessoas da casa, você também pode optar por fazer as refeições na própria casa, assim dedicando seu tempo inteiro ao estudo e em conhecer os lugares da sua cidade, e o melhor, é o mais econômico.

Outra opção de moradia é a residência estudantil, que na maioria oferece quarto individual. Banheiro e cozinha são coletivos. Pode ficar dentro da escola/universidade ou em prédios (geralmente) próximos ao local de estudo.

Se for ficar mais de 6 meses, você provavelmente (depende das regras do país) poderá trabalhar, sendo assim fica mais fácil para alugar uma casa.

intercambio

  • Entrar em contato com a melhor agência de todas

Você pode resolver todos esses passos sozinhos, mas caso queira alguma ajuda pode saber que a Travelmate vai te auxiliar do começo ao fim. Para entrar em contato clique aqui e converse com nossos representantes.

Quer conhecer alguns pacotes de intercâmbio? Clique aqui

Depois de tudo resolvido, basta pegar sua bagagem e partiu viajar!