julho 2018

Seul

Por que Seul é o próximo destino do seu intercâmbio

Postado por: Sirius/ 18 1

Por que Seul é o próximo destino do seu intercâmbio

 

Mesmo não sendo um destino altamente disputado pelos futuros intercambistas, a Coréia do Sul reúne atrações interessantíssimas para quem busca uma viagem um tanto quanto exótica. E adiante, você verá que não há motivos para deixar o país de fora das possíveis opções para o seu intercâmbio. A bagagem que a Coréia do Sul, e precisamente, Seul, a sua capital, pode deixar na vida de qualquer intercambista é imensurável, considerando a diversidade cultural, lugares, costumes e principalmente modos de viver, bastante diferente do que estamos acostumados.

 

É importante lembrar a qualquer estudante, que o Governo da Coréia do Sul leva a educação muito a sério. Sendo um país marcado pela alta competitividade, o setor educacional é um dos escolhidos para grandes investimentos governamentais, e tendo em vista um bom desenvolvimento econômico nacional, a educação está bastante ligada ao avanço digital. Não é pra menos: a Coréia do Sul de hoje, é altamente reconhecida pela tecnologia, traduzida principalmente em produtos eletrônicos e marcas de carros com bastante representatividade mundial. Para aqueles que já estudaram na Coréia do Sul, é unanimidade que os coreanos são educados e dedicados, e o país altamente tecnológico e muito seguro.

 

A melhor parte disso tudo, para nós brasileiros, é o fato de que os beneficiados por esse incentivo educacional não se restringe apenas aos cidadãos coreanos, mas também, aos cidadãos das “nações parceiras”, como felizmente, é o caso do Brasil.

 

Outro ponto positivo em fazer intercâmbio na Coréia do Sul é que o país vem em constante crescimento e se mantém presente, mesmo que indiretamente, no dia a dia de milhares de pessoas mundo afora, considerando os importantes produtos tecnológicos produzidos por lá.

 

Seul, sua capital, é um lugar especial com características das mais encantadoras e vibrantes metrópoles mundiais, como Nova York, e sabe equilibrar muito bem dois importantes quesitos: tradições antigas e modernidade. Seul, definitivamente, é uma cidade que nunca dorme. A vida noturna é bastante agitada, com inúmeros bares, restaurantes, karaokês e cafés que nunca fecham para você passar o tempo. Conhecer os principais pontos turísticos da cidade requer um passeio ao Palácio Changdeokgung, reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, ao tradicional bairro de Bukchon, e uma caminhada entre a multidão que vem e vai na região de Dongdaemun, com seus shopping que ficam abertos 24 horas.

 

Seul, ainda, é conhecida como um digno “laboratório da moda”. O fascínio pela estética e pelo mundo da moda estão bastante presentes na dinâmica não só da cidade, como no país como um todo. Mais uma vez citando Dongdaemun como exemplo, revela-se o exemplo mais claro que o quesito moda, estética e excentricidade fazem parte do dia a dia dos sul-coreanos, bem representado pelo edifício Dongdaemun Design Plaza, projetado pela equipe do tão respeitado escritório de Zaha Hadid em parceria com o estúdio Samoo. Inaugurado em 2014, o edifício atua como um complexo multicultural, representando a maior área comercial da Coréia do Sul, abrigando mais de 25 shoppings e aproximadamente 30.000 lojas. Mesmo que o complexo seja um atrativo por si só, ainda existem dois grandes eventos. Nos meses de março e outubro acontece a Semana da Moda de Seul. Imperdível!

 

Agora, se você é um adepto à belas praias, mergulhar em um intercâmbio em Seul não será má escolha. As belas praias de Yeosu e Busan formam um litoral repleto de ilhas e campos floridos. Para os mais aventureiros, a belíssima cadeia de montanhas Taebaek cai como uma luva. É lá que está o Parque Nacional Seoraksan, um lugar lindo e tranquilo para desfrutar à vontade de uma natureza belíssima.

 

Como todo lugar possui a sua culinária típica, em Seul, você não pode deixar de saborear o mais coreano de todos os pratos conhecido como “Kimchi”, um condimento típico feito a base de acelga. Mas de forma mais abrangente, a culinária tenra e apimentada é uma das principais características locais. Representando um bom e velho país do extremo oriente, a culinária é saudável baseada em grãos, legumes, vegetais, peixes, frutos do mar. E sobre a carne de cachorro, é mito ou é verdade? Sim, eles comem, mas é uma parcela pequena da população. Os pratos mais comuns da Coréia continuam sendo iguarias como o Bibimbap e o Naengmyoen, que nada mais são que uma tigela com arroz, legumes, carne e ovo, e macarrão gelatinoso, respectivamente.

 

O fuso horário é uma outra curiosidade da Coréia em relação ao Brasil. A diferença é grande: 12 horas à frente em relação ao Brasil.

 

E já que estamos falando de Coréia, não há como deixar de lado a febre do som K-pop, tradicional música pop coreana que mistura influências do pop, hip hop, rock e R&B. Se o som te atrai, há muito o que curtir entre amigos.

 

Se animou em fazer um intercâmbio pra lá de diferente? Seul definitivamente é uma excelente opção! Entre em contato com a Travelmate e dê o primeiro passo para viver essa incrível experiência.

 

 

 

 

Fluente

Estudar fora é o caminho para ser fluente?

Postado por: Sirius/ 35 1

Hoje em dia, seja pelo avanço da globalização, por pressão do mundo profissional ou por necessidades pessoais, diversos meios para aprender um novo idioma se aperfeiçoaram e se consolidaram até ocupar um papel importante no dia a dia de inúmeras pessoas.

 

Não há, no entanto, um jeito certo de aprender um novo idioma. O que existe, são meios que facilitam e aceleram imensamente o processo. O meio principal, sem sombra de dúvidas, é por intermédio de uma imersão no idioma, e essa imersão se revela potencialmente relevante quando se vive no país de língua estrangeira por no mínimo 6 meses.

 

A saga rumo à fluência é longa e deve ser vivida passo a passo, dia após dia. Muitas vezes, principalmente no início, é necessário até mesmo estar disposto a superar momentos embaraçosos e situações confusas.

 

Algumas dicas podem ser preciosas e fundamentais para alcançar a fluência mais facilmente. Confira as principais:

 

Evite o seu idioma natal

 

É primordial. Mesmo que você esteja em um país estrangeiro muito longe do Brasil, não é nada difícil encontrar grupos de brasileiros espalhados por cada canto desse mundo. Conviver com brasileiros, por mais cômodo e divertido que pareça ser, não contribui para caminhar em direção à fluência. O ideal, para que a imersão seja realmente completa, é você conviver com a população nativa, conhecer de perto costumes, festas, tradições, culinária e a cultura geral do local. Mesmo errando várias e várias vezes, as  confusões com algumas palavras, às vezes erradas ou fora de contexto, com certeza farão você evoluir constantemente. Além disso, um errinho ou outro sempre é bom pra enturmar e quebrar o gelo.

 

Não tenha pressa

 

Por mais que você tenha certa ânsia e pressa por se ver falando um novo idioma com desenvoltura, tenha calma. Nada acontece do dia para a noite, e é de pouquinho em pouquinho que tudo se torna tão grande no final. Porém, o que pode ser ainda mais relevante do que a vontade em saber falar, é a vontade de não mais errar. O medo do erro, no entanto, pode ser o seu maior vilão nessa caminhada. Mas tenha em mente: se você quer voltar ao Brasil sendo fluente em outra língua, terá de se acostumar a errar. A transição é difícil e você vai sentir muitas vezes quão ruim é a sensação de querer falar algo e não saber se expressar. Algumas tarefas básicas, como escrever um e-mail, falar ao telefone, perguntar algo em voz alta podem, e certamente irão, demorar para acontecer da maneira como agrada você. Mas de novo, tenha paciência. O processo é este.

 

More com nativos

 

Ouvi-los se expressar praticamente o tempo inteiro, naturalmente você vai se acostumando com o modo de falar, as gírias adequadas para cada momento, as expressões, e por fim, vai aprendendo a falar. Dividir casa, apartamento ou um quarto com nativos ajuda, e muito, no processo. Uma hora ou outra, você acaba se soltando e interagindo naturalmente com os seus colegas. Além de tê-los como uma joia na sua trajetória de aprender um novo idioma, existem ainda fatores externos positivos que acabam vindo por influência de seus companheiros, como programas de televisão, rádio e músicas locais.

 

Seguramente, sendo fiel à estas três dicas e entendendo a importância de todas elas, dificilmente você voltará ao Brasil sentindo que poderia ter feito mais para aprender o novo idioma. Alcançar a fluência em um idioma sempre dependerá exclusivamente de você. Se esse é o seu desejo, não espere mais para alcançá-lo. Fale agora mesmo com a Travelmate e dê o primeiro passo em direção ao seu sonho. Intercâmbio é para a vida toda.