Categoria: Programas

au pair intercambio

Au Pair – Intercâmbio Cultural

Postado por: Tatiana Serbena/ 1003 1

AU PAIR – INTERCÂMBIO BARATO E MUITO PROCURADO

Au Pair é uma das modalidades mais procuradas e menos custosas de se fazer intercâmbio. O foco principal de uma Au Pair é acompanhar, brincar e principalmente cuidar de uma criança, por isso, a responsabilidade é grande. No entanto, é uma experiência que tem tudo para ser inteiramente gratificante. O Au Pair existe para oferecer a oportunidade de conhecer um novo país, vivenciar uma nova cultura, mergulhar em diferentes experiências, conhecer muitas pessoas novas e ao ser a responsável por cuidar de crianças, criar laços com a família hospedeira.

Dentre as principais responsabilidades que cabem à uma Au Pair, existem algumas mais presentes no dia a dia, como preparar refeições, mergulhar em brincadeiras, manter o quarto da criança limpo e arrumado, levar e buscar a criança na escola e atividades extracurriculares diárias, ajudar na lição de casa e colocá-la para dormir.

Conheça os programas de Au Pair com destinos para a França, Estados Unidos e Alemanha!

au pair
Au Pair

 

Para garantir um intercâmbio Au Pair seguro tanto para você quanto para a família da criança, existem algumas restrições em que você deve responder sim antes de se candidatar para ser a próxima Au Pair. Primeiramente, você só poderá ser uma Au Pair se tiver entre 18 e 26 anos. Se encaixando neste quesito, serão exigidas algumas outras questões que tem a ver com tempo de experiência (é preciso no mínimo 200 horas comprovadas de trabalho com crianças), formação escolar, exigência de carteira de motorista, boa saúde, disponibilidade de tempo para morar no exterior entre outras.

O mais importante antes de iniciar o seu trabalho e experiência como Au Pair é estar disposta e feliz em cuidar e acompanhar o desenvolvimento de uma criança e as suas necessidades do dia a dia, assim como ter a consciência de que é preciso haver uma confiança mútua entre a Au Pair e a família hospedeira.

Quem opta pelo intercâmbio Au Pair, ganha uma remuneração semanal que geralmente é suficiente para cobrir todos os custos do programa. A família paga o salário e garante alimentação e hospedagem para a Au Pair, ou seja, a casa onde você trabalha também passa a ser o seu cantinho.

Um dos pontos mais interessantes do intercâmbio Au Pair é o incentivo para o estudo. Sendo assim, a Au Pair ganha uma bolsa que deve ser destinada para este fim. É possível pagar um curso de inglês ou cursar uma disciplina que você tenha interesse em aprender.

O país que mais recebe jovens interessadas nesse tipo de experiência são os Estados Unidos. França e Alemanha também são países que estão com as portas abertas para quem deseja ser uma Au Pair, porém é necessário ter um nível de conhecimento dos respectivos idiomas.

Além do Au Pair ser uma das modalidades de intercâmbio com a melhor relação custo-benefício entre os programas de trabalho, a passagem aérea também fica por conta da família hospedeira.

Aproveite para conhecer e mergulhar no cotidiano de uma cultura diferente, falar outro idioma diariamente com nativos, exercer o seu dom de cuidado e atenção e ainda realizar o sonho de conhecer um país diferente.

Conte com a Travelmate para ser a próxima Au Pair. Clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Os três modelos de hospedagem mais comuns no intercâmbio

Postado por: Tatiana Serbena/ 210 0

Se tratando de intercâmbio, uma série de decisões devem ser tomadas. Para ter certeza de que você chegou na melhor opção, é preciso primeiramente conhecer as alternativas possíveis e fazer um balanço dos fatores que mais pesam. Uma importante decisão a ser tomada é com relação a sua moradia. Listamos abaixo as três modalidades mais comuns e pontuamos as vantagens e desvantagens mais evidentes de cada uma delas. Lembrando que essa é uma decisão que não precisa ser fixa do início ao fim do seu intercâmbio. Você pode mudar caso não se sinta à vontade ou perceba que não é da maneira como você esperava.

hospedagem mais comuns no intercâmbio
Hospedagem mais comuns no intercâmbio
  • Host Family 

Um dos modelos mais comuns de se hospedar no intercâmbio é o que chamamos de Host Family, que significa morar na casa de uma família e dividir com eles o dia a dia. Este, possivelmente, é o caminho mais curto para economizar e mergulhar na cultura de um país, pois é uma troca bastante significativa e diária. As três maiores vantagens que resumem essa modalidade de hospedagem são: economia, segurança e excelente custo-benefício. Além disso, esse tipo de acomodação costuma ter pelo menos uma refeição inclusa, um fator confortável e que reduz gastos.  Sem contar ainda que “ter uma família” do outro lado pode ser bastante confortante. Há momentos em que pode-se precisar de uma atenção um pouco mais particular.

Além disso, quem vivenciou na pele esse tipo de modalidade de hospedagem afirma ter tido uma melhora e aprofundamento significativo na língua materna local, seja ela qual for. Se a sua intenção for realmente aprender inglês, por exemplo, a Host Family é seguramente uma excelente opção.

No entanto, você pode estar indo para o intercâmbio com um espírito um pouquinho diferente, e opções como “residência estudantil” e “morar sozinho” podem ser mais adequadas.

 

  • Residência estudantil

O ambiente é outro. Você vive entre estudantes que geralmente tem a mesma idade que a sua e possivelmente as mesmas pretensões e objetivos. As acomodações nessa modalidade podem variar entre quartos compartilhados ou individuais. Aqui, você já é um pouco mais dono do próprio nariz e deve menos satisfações. É uma rotina um pouco mais autônoma que a intimidade vivida em uma casa de família. As residências estudantis costumam ter excelentes infraestrutura e localizações centrais privilegiadas. Algumas incluem até mesmo a facilidade das três refeições diárias, já outras oferecem cozinhas e a infraestrutura necessária para que você mesmo faça a sua própria comida. Existem outros tipos de variações, como banheiros compartilhados ou não.

Uma vantagem da residência estudantil que se assemelha à casa de família é o fator convivência diária com a língua diferente da sua e que você provavelmente tenha imenso interesse em aprender.

Uma das principais desvantagens, principalmente em comparação com a casa de família é o preço. Residências estudantis costumam ser mais caras e também mais concorridas. Em alguns casos há filas de espera para conseguir uma vaga. Por mais esse motivo é importante fazer tudo com antecedência.

Lembre-se também do fator convivência. Como você dividirá os espaços e possivelmente seu quarto com diferentes pessoas das mais distintas culturas, é preciso haver uma conversa para que haja a responsabilidade devida, respeito e organização, a fim de evitar conflitos futuros.

Por outro lado, se você pretende ficar muito tempo no local de destino, esse é um ambiente ótimo para a sua chegada. Lá, você irá fazer amigos e encontrar possíveis colegas para dividir um apartamento, opção que oferece um pouco mais de privacidade e conforto, além de criar laços e amizades duradoras com pessoas de diversos lugares.

 

  • Morar sozinho

Eis a opção que exigirá uma disposição maior em desembolsar um valor a mais por mês. Morar sozinho tem qualidades evidentes que atraem qualquer um que deseja uma experiência de autonomia no exterior. No entanto, costuma ser a menos popular entre as opções mais comuns de moradia, principalmente tratando-se de intercâmbio estudantil. Além de ser mais caro na grande maioria dos casos, morar sozinho exige que você tenha mais autonomia em resolver todos os seus problemas de maneira independente. É preciso também ter um pouco mais de controle com gastos e pagamentos de contas.

No entanto, ter o seu próprio cantinho pode significar um prazer imenso para quem não abre mão de conforto, liberdade total e principalmente privacidade.

Se o local comportar, nada impede também que futuramente você também opte por dividir com uma ou mais pessoas, já que existirá a liberdade de fazer esse tipo de escolha. Essa opção cai bem não só pela companhia, caso você deseje, como também para dar uma folga nos gastos mensais da casa.

Agora que você já conhece as principais vantagens e desvantagens de cada uma das principais modalidades de hospedagem para o seu intercâmbio, entre em contato com a Travelmate e dê o primeiro passo para o seu sonho de morar fora!

higher education

Como escolher entre High School ou Higher Education

Postado por: Tatiana Serbena/ 525 0

A pergunta “qual é a melhor idade para fazer intercâmbio” costuma rondar a cabeça de muitos pais e estudantes que têm um intercâmbio em vista e estão entre High School ou Higher Education. Pois bem, a melhor resposta para esta dúvida é justamente que não há resposta certa! Escolher fazer um intercâmbio é uma decisão muito pessoal e a hora certa para acontecer vai depender dos objetivos e motivações de cada um.  Por este motivo é tão importante conhecê-los, pois com isso, vem a certeza do momento mais propício do seu intercâmbio acontecer.

high school ou higher education
High School ou Higher Education

 

Antes de conhecer algumas dicas para definir o melhor momento para um intercâmbio, vamos entender as principais diferenças entre High School e Higher Education? De forma breve, High School é uma modalidade de intercâmbio em que o estudante cursa uma parte ou todo o ensino médio no exterior, substituindo o mesmo período de estudos no Brasil com reconhecimento e validação do Ministério da Educação. Já o Higher Education se difere em termos de nível de estudo, pois está relacionado ao Ensino Superior. O intercambista pode optar por fazer um curso que seja voltado mais para as demandas do mercado de trabalho ou optar por um programa essencialmente acadêmico.

Sabendo para que cada um está destinado, vamos ver alguns pontos que devem ser levados em conta na hora de decidir se você vai para o intercâmbio durante o ensino médio ou se vai durante ou após a graduação? Vamos lá.

 

  1. A vontade precisa ser sua

Seja com 15 ou com 20 anos, é preciso que a vontade e consequentemente a decisão de fazer intercâmbio sejam suas. É comum que existam palpites vindo de todos os lados, principalmente dos pais. Porém, por mais que a opinião e o desejo deles contem muito, o desejo de viver, estudar e morar no exterior precisa estar dentro de você.

 

  1. Encontre e defina os seus objetivos

Ter claro o que você busca e o que quer alcançar com um intercâmbio é essencial para o seu sucesso não só quando estiver lá fora, como também quando voltar. Assim, você saberá o momento certo de ir e se é fazendo um High School ou um Higher Education que você vai conseguir o que deseja.

 

  1. Custos

Gastos sempre devem ser planejados. Atente-se ao momento. Na hora de montar um orçamento para a viagem, leve em consideração gastos que vão além das despesas fixas da mensalidade do curso. Considere passagem aérea, acomodação, alimentação, transporte, viagens extras e passeios. Afinal, todo mundo quer conhecer um pouco além dos limites da sua cidade e isso faz bem!

 

  1. Independência

No intercâmbio High School, a vida é um pouco mais regrada, considerando a idade do intercambista. Por ser menor de idade, você não poderá sair fazendo o que quiser por aí. Você pode tirar a melhor parte dos passeios planejados, da companhia constante nas moradias, e do apoio maior e mais constante que acontece com os estudantes High School. O mais comum para esta idade é morar em alojamentos estudantis ou em casas de família. Em contrapartida, aprenderá a lidar com outras questões que já não fazem parte da vida de quem faz intercâmbio Higher Education. O High School é seu primeiro contato com a independência, e traz lições como o aprendizado por meio de diferentes culturas, a flexibilidade, pois você irá morar com pessoas com diferentes hábitos e o amadurecimento em geral. Já no Higher Education, inclusive pela questão da idade, você também irá colher aprendizados como esses, mas com mais liberdade. Entender como cuidar de sua vida sozinho e escolher quais passos você irá seguir na sua vida pessoal e profissional são crescimentos que esse programa proporciona.

 

Conte com a Travelmate para te auxiliar em todo esse processo.

7 empresas que oferecem oportunidade de carreira internacional

Postado por: Tatiana Serbena/ 674 0

Um intercâmbio profissional no exterior é considerado um benefício e um diferencial na carreira que pode fazer toda a diferença em seus planos futuros. Se a sua intenção for seguir carreira internacional, começar por um intercâmbio fora do Brasil pode ser o primeiro passo que o aproxime de uma carreira sem fronteiras.

empresas que oferecem oportunidade de carreira internacional
Empresas que oferecem oportunidade de carreira internacional

 

São vários os países que permitem esse tipo de experiência, como Estados Unidos, Austrália, França, Irlanda, Canadá, Nova Zelândia e diversos outros destinos. Uma agência de intercâmbio como a Travelmate pode te auxiliar em todo este processo de escolha e trâmites burocráticos, baseado no tipo de trabalho que você deseja exercer lá fora. É importante que você tenha claro os motivos que te levaram a escolher trabalhar no exterior, pois caso você não tenha um foco muito grande e não souber o real motivo da sua escolha, é bastante provável que você retorne ao Brasil nas primeiras dificuldades, porque elas existem.

 

Dentre as empresas que se destacam entre as que são abertas ao intercâmbio cultural, estão:

  1. General Motors (GM)

A empresa é conhecida por oferecer um aprendizado constante, bons salários e benefícios. A sede principal está localizada em Detroit, Michigan, EUA.

  1. Enel

A Enel é uma empresa italiana com sede em Roma, na Itália. Atua na geração e distribuição de energia elétrica e gás natural. Os pontos positivos mencionados por seus colaboradores são oportunidades internacionais, trabalho em equipe, bons salários e benefícios.

  1. Citibank

Fundado em 1812 como o “Banco da cidade de Nova York” hoje possui mais de 3 mil filiais em mais de 35 países ao redor do mundo, a maioria delas estão nos EUA. Os pontos positivos mais mencionados em relação à empresa são oportunidades internacionais, ambiente de trabalho estimulante e equipe competente.

  1. Siemens

A Siemens é uma empresa alemã e seus principais escritórios estão localizados na Alemanha, precisamente em Berlim, Munique e Erlangen. Os pontos positivos mais reconhecidos da empresa são as oportunidades de carreira internacional, salários, benefícios e ambiente de trabalho tranquilo.

  1. Nestlé

A Nestlé inicia sua história em 1866 na Suíça e em 2016 a empresa cumpriu os seus 150 anos, sem parar de inovar. Fora os clássicos da marca, a empresa lançou recentemente o sorvete Gelato, a linha Optifast e por aí vai. Os salários e benefícios, planos de carreira e oportunidades no exterior são os pontos positivos citados pelos colaboradores da empresa como os que se sobressaem.

  1. ABB

Asea Brown Boveri é uma multinacional com sede em Zurique que atua no ramo da tecnologia servindo a clientes industriais, concessionárias, transporte e infraestrutura de forma global. Os pontos que mais se destacam para os que trabalham na empresa é com relação ao ambiente de trabalho, possibilidade de mudança para outros países e flexibilidade de horários.

  1. Ernst & Young

A EY é uma empresa que atua basicamente nos ramos de Auditoria e Consultoria com sede principal em Londres. Presente em mais de 150 países e mais de 700 escritórios espalhados pelo mundo, as vantagens de se trabalhar lá se relacionam principalmente com a flexibilidade, exposição internacional e aprendizado constante.

Dê o primeiro passo para a sua carreira internacional. Fale com a Travelmate e conheça nossos planos e pacotes para um intercâmbio de trabalho no exterior.

Work&Study na Irlanda

Postado por: Tatiana Serbena/ 337 0

Pelos benefícios que a escolha de estudar e trabalhar ao mesmo tempo traz ao estudante, o Work&Study na Irlanda representa hoje um dos programas mais procurados pelos intercambistas que buscam uma experiência fora do país.

work&study na irlanda
Work&study na Irlanda

 

Uma das curiosidades mais comuns de quem pretende trabalhar no exterior é quanto à remuneração. “Quanto eu vou ganhar?” é uma pergunta muito comum, e aí vai a resposta: a remuneração gira em torno de 7 a 12 dólares por hora, dependendo muito, no entanto, do trabalho que você for exercer.

Mas muito além do dinheiro, existe o fator “bagagem” e o fator “experiência”. Quem estuda e trabalha em um país estrangeiro adquire habilidades e competências que muitas vezes são características do estilo de trabalho local, e dessa forma, serve como um diferenciador na sua trajetória. O trabalho impulsiona ainda o conhecimento e domínio da língua estrangeira, a qual se desenvolve principalmente pelo contato diário com pessoas diferentes, pela troca de experiências e necessidades de comunicação.

Se a sua vontade é trabalhar enquanto estuda, é fundamental analisar todos os países que dizem sim ao quesito “permissão para trabalhar”. Existe uma lista diversa de países que são ideais para um excelente Work&Study e escolher entre um deles, além da compatibilidade com o seu perfil, vai depender muito das oportunidades do momento e do estilo de vida que você pretende levar.

As cidades de Cork, Limerick e principalmente Dublin, na Irlanda, são muito desejadas por aventureiros que querem mergulhar nos estudos e conseguir uma memorável experiência de trabalho. Você tem chances de aprimorar o seu currículo, tanto em qualificações quanto experiência.

Em comparação à outros destinos, o Work&Study na Irlanda tem uma grande vantagem no que diz respeito à burocracia e custo. Dublin é o destino mais procurado. A capital cultural, política e de negócios da Irlanda está recheada de opções de escolas de inglês como ISE, Dorset College e Griffith College e, além da qualidade de ensino, por lá é possível se divertir muito. A cidade abriga inúmeros pubs característicos que são a alma do povo irlandês. O “The Temple Bar” é tão ponto turístico quanto a The Spire, a maior escultura da Europa.

Em um dos pacotes da Travelmate, você realiza um curso de inglês por 25 semanas e tem direito a 8 semanas de férias destinadas ao trabalho. Nesta estrutura, o estudante é encarregado por procurar e escolher o trabalho de sua preferência e pode iniciá-lo uma vez que as horas destinadas ao estudo tenham sido cumpridas. Além da Irlanda, as outras opções de destinos oferecidas pela Travelmate condizem com os destinos mais procurados para se fazer intercâmbio. É o caso do Canadá, no topo da lista, seguido por Austrália, Nova Zelândia e nosso mais novo destino, Dubai.

emilim schmitz

Já pensou fazer intercâmbio em Dubai?

Postado por: Tatiana Serbena/ 1412 1

Dubai, é a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos e também a mais populosa. A cidade já possui o prédio mais alto do mundo, e um mais alto ainda continua nos planos para os próximos anos. Dubai é mais conhecida por ser exótica, e no mínimo, diferente. A cidade vive de excentricidades e atualmente têm se tornado um destino cada vez mais requisitado por jovens e adultos para uma experiência no exterior. Estudar e trabalhar em Dubai pode ser a escolha certa para quem está buscando sair do comum e mergulhar em uma experiência fascinante e inesperada.

Cosmopolita pode ser um excelente adjetivo para Dubai: Milhões de pessoas embarcam e desembarcam na cidade anualmente, e no ano de 2015, seu aeroporto internacional foi o número 1 do mundo em número de passageiros, o que representa mais de 78 milhões de pessoas indo e vindo de Dubai. No entanto, os objetivos são ainda mais ambiciosos. A partir de 2020, a cidade pretende passar a receber mais de 20 milhões de turistas por ano.

Existem inúmeras opções para estudar inglês em Dubai considerando a enorme quantidade de pessoas que vão à cidade com este objetivo. Outra vantagem que Dubai oferece é com relação a trabalho, pois além da obtenção do visto ser relativamente simples, o governo facilita o processo para todas as áreas de trabalho, e não apenas para aquelas onde há escassez de mão de obra, como costuma ocorrer em outros países.

Além de conhecer construções exorbitantes, praias belíssimas, gastronomia do mundo inteiro e ainda um dos maiores ski indoors do mundo, existe mais uma boa vantagem de mergulhar em um destino como Dubai. Além de estudar inglês, é possível conhecer e se aprofundar na língua e na cultura árabe, que é muito diferente dos costumes da maioria dos viajantes que se interessam em conhecer Dubai.

Novas experiências não vão faltar se o destino do seu intercâmbio for Dubai. Fale com a Travelmate para conhecer o nosso novo pacote de work & study e esteja pronto para tirar o melhor que Dubai tem para oferecer!

Benefícios trazidos pelo Intercâmbio High School

Postado por: Tatiana Serbena/ 820 0

A autoconfiança, o aprendizado e a autonomia são alguns dos benefícios trazidos pelo intercâmbio High School. Ir atrás de novas experiências e responsabilidades traz ao jovem estudante um aprendizado bastante construtivo não só no âmbito educacional como também no pessoal. Uma das vantagens mais significativas dos jovens de 14 a 18 anos que se propõem desbravar a aventura de morar em um país estrangeiro é a conquista de um amadurecido mais sólido.

Com o intercâmbio High School, o estudante tem a possibilidade de viver uma valiosa imersão cultural e linguística, que pode ser enriquecida caso o aluno opte por fazer parte de grupos esportivos ou clubes, que são muito comuns nessa fase em países como Estados Unidos e Canadá. Os alunos podem escolher entre escolas públicas, com um custo mais acessível ou escolas em regime semelhante ao de internato, chamadas “Boarding Schools”. Com relação ao ensino no Brasil, não há motivos para se preocupar, pois o intercâmbio no ensino médio não atrasa o ensino médio no Brasil. Portanto, o semestre ou ano escolar realizado no exterior é totalmente validado no Brasil, não sendo necessário cursar o mesmo período quando retornar.

Intercâmbio High School

O aluno que optar pela experiência do intercâmbio no ensino médio, passará por alguns passos básicos, como testes de idioma a fim de avaliar o nivelamento e a elaboração de seu perfil com características pessoais, experiências e interesses, para que a escolha da família anfitriã seja feita de modo personalizado e em consonância com o seu perfil. A duração de um intercâmbio High School pode ser de um semestre acadêmico, o que corresponde a 5 meses de estudo ou de 1 ano letivo, correspondente a 10 meses de estudo. No entanto, mais importante que o tempo de permanência, é o local de destino: o palco onde todo esse universo mágico de descobertas irá acontecer.

Com a Travelmate, é possível escolher entre Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França, Inglaterra, Nova Zelândia e Suíça. Os mais procurados no High School, assim como para um intercâmbio de qualquer idade continuam sendo Estados Unidos e Canadá. Os dois países contêm grandes opções de destinos e oferecem inúmeras oportunidades de grandes vivências assim como um contato vasto com pessoas das mais distintas nacionalidades.

Confira todos os detalhes do intercâmbio High School da Travelmate clicando aqui. Mergulhe nessa experiência e mude a sua vida com a Travelmate!

Depoimento Amanda Coletti | Voluntariado África do Sul

Postado por: Juliana Teixeira/ 2128 2

A Amanda fez um intercâmbio para trabalhar como voluntária na África do Sul e contou um pouquinho da experiência:

 

“Fazer parte do projeto Big 5 foi com certeza a melhor escolha que eu poderia ter feito. Ser voluntário foi sair da zona de conforto, acordar cedo todos os dias com um objetivo a ser cumprido e ir dormir eternamente grata por todo o aprendizado, experiências e momentos de vida que só poderiam ser vividos lá! Foi acordar todos os dias no meio da noite escutando os leões rugindo e no 15• dia ainda ter um sorriso no rosto achando isso a coisa mais sensacional no mundo. Foi uma mistura de sotaques, aprendizados e  experiências. Volto pra casa com mais de 40 amigos espalhados pelo mundo (já estamos planejando a próxima viagem juntos!), sensação de dever cumprido e vontade de contribuir muito mais, afinal quem mais aprendeu com tudo isso fui eu mesma.. um pedacinho de mim ficou na África do Sul!”

 

 

  

  

Quem escolhe a melhor idade para fazer intercâmbio é você

Postado por: Tatiana Serbena/ 428 0

Está em dúvida em qual a melhor idade para fazer intercâmbio? Vamos te ajudar!

Para viver uma experiência tão enriquecedora como um intercâmbio é capaz de proporcionar, a idade não representa um impedimento. O que deve ser levado em consideração sempre, é o momento e o reconhecimento de oportunidades, assim como o sonho de viver em algum país específico, aprender um novo idioma, se aprofundar em algum assunto por intermédio de um curso ou mesmo passar um período sabático.

melhor idade para fazer intercâmbio

Cada vez mais, cursos de idiomas no exterior para pessoas adultas estão se popularizando. Um dos pontos positivos em focar o aprendizado de uma língua diferente no exterior, é que todos os integrantes da classe tendem a estar de fato determinados a aprender, interiorizar e viver a cultura do idioma que escolheram estudar. Este comprometimento pode se tornar mais sério e efetivo a medida que a sua necessidade, sonho ou meta sejam de fato motivadores. Estas motivações, portanto, não são definidas nem por pouca idade, nem por muita experiência. O lema de que “nunca é tarde” é cabível para a maioria das experiências da vida, e o intercâmbio com certeza é uma delas.

Os programas de intercâmbio atuais são bastante flexíveis e ao mesmo tempo específicos para qualquer que seja a sua idade e necessidade e os dois requisitos principais para a decisão são: disponibilidade e vontade de fazer acontecer. Caso a sua escolha de fazer um intercâmbio seja com a finalidade de estudo, a Travelmate possui inúmeros programas que atendem este objetivo, como cursos de idiomas (idiomas + atividades, idiomas focados em testes preparatórios), higher education (para instituições de curso superior), cursos profissionalizantes (já que nunca é tarde para especializações) e work and study, que te permite estudar e trabalhar ao mesmo tempo. Caso a sua necessidade seja apenas angariar experiência de trabalho no exterior, nossos programas são bastante completos: Oferecemos desde oportunidades de trabalhos específicos (como os programas Au Pair e Demi Pair) a programas de voluntariado. Estas são ótimas escolhas também, pois de certa forma não deixam de lado o aprendizado, já que expõem diariamente a um novo idioma que tende a ser assimilado de forma natural.

 

Com certeza existem inúmeras histórias de pessoas que não deixaram o sonho adormecer dentro delas, e partiram com a cara e a coragem para fazer deste sonho uma realidade. E você, está pronto para viver o seu? Entre em contato com a Travelmate e conheça nossos planos.

Os intercâmbios de Caroline!

Postado por: Juliana Teixeira/ 814 0

Quem já fez intercâmbio sabe, sempre dá vontade de ir de novo, né? A Caroline Rissi concorda e, por isso, realizou dois intercâmbios pela Travelmate Chapecó! Em 2016 foi à Nova Zelândia, para o famoso High School. Dois anos depois, como presente de aniversário de 18 anos, ganhou um mês de curso de inglês na Cidade do Cabo, com a prima Nathália. Olha o que ela achou:

 

“Um presente que se transformou em uma viagem inesquecível! Ter tido a oportunidade de conhecer uma nova cultura, entender toda a historia e o sofrimento de uma nação com o apartheid, foi com certeza algo que fez com que eu refletisse sobre a vida e entendesse melhor pelo que realmente passaram. Além de conhecer uma nova cultura, ter feito amigos de vários lugares do mundo foi incrível! Fui com o objetivo de aprimorar meu inglês, mas na verdade voltei com uma bagagem MUITO maior, cheia de memórias e aventuras sensacionais e pessoas que fizeram desse 1 mês maravilhoso!!! Além de tudo isso, Cape Town é uma cidade encantadora e cheia de contrastes. A vibe africana não tem igual, as praias, paisagens, a natureza em geral é única, cada lugar com sua beleza particular. Com certeza é um lugar que eu voltaria para conhecer melhor e criar novas memórias e viver mais aventuras que ficarão para sempre na minha vida! Uma experiência maravilhosa, com a melhor companhia de todas e vai deixar saudade!!”

 

Tá esperando o que para fazer o seu? Entre em contato!

  

   

 

 

BENEFÍCIOS DE VIAJAR PARA O EXTERIOR

6 benefícios de viajar para o exterior, um deles é te deixar mais esperto!

Postado por: Tatiana Serbena/ 1154 0

Poucas pessoas têm a oportunidade de viajar – Existem algumas coisas irresistíveis sobre escapar da nossa rotina.

Uma recente pesquisa mostrou que viver no exterior pode não apenas fazer você se sentir bem, mas pode fazer você ficar mais esperto também.

Em 2013 um estudo encontrou que 3,2% da população do mundo vivem fora do seu país de nascença – Isso é 210 milhões de pessoas.

Um estudo de 50 anos de 3.400 intercambistas encontrou que 82% deles desenvolveu um caminho mais sofisticado de olhar o mundo após a viagem. Esse estudo foi feito pela Indiana University, no qual encontrou que pessoas que viajaram para o exterior usaram mais criatividade e inteligência para solucionar os problemas.

Aqui estão os 6 benefícios de viajar para o exterior, e porque – cientificamente – eles vão deixar você mais esperto que quando você viajou.

  1. Despertar criatividade

Quando estamos com o psicológico fora da nossa zona de conforto, novas possibilidades e resultados aparecerão. Isto é por causa do nosso cérebro que está em estado de ‘atenção relaxada’, na viagem, o cérebro possibilita você fazer ações de uma outra maneira.

  • 220 estudantes de MBA da Northwestern’s Kellogg School estavam perguntando como resolver um famoso jogo, o “duncker candle”. 60% dos estudantes que tinham vivido no exterior resolveram o problema e apenas 42% dos que não tinham viajado resolveram.

viajar

  1. Boa comunicação

Quando você não pode falar o idioma, você não tem escolha, precisa aprender a como se comunicar não verbalmente. Reconhecendo aquela comunicação seu multissensorial é forçado, você desenvolve alternativas, ainda efetivas, modos de comunicação. São habilidades transferidas para muitas outras coisas na vida.

  • Um estudo de 2014 baseado em chineses que viajaram, encontraram que a maioria dos participantes reportaram boas comunicações e relações sociais depois de viver no tempo no exterior.

TRAVELMATE BLOG

  1. Maiores chances no mercado de trabalho

Viver no exterior ajudará você a construir conexões estrangeiras e desenvolver seu entendimento sobre várias culturas – duas habilidades cruciais no mundo profissional.

  • Um estude de 10 meses feito pela INSEAD encontrou que quem foi inserido em culturas com ambientes diferentes estavam oferecendo mais trabalhando do que quem nunca viveu fora.BENEFÍCIOS DE VIAJAR PARA O EXTERIOR
  1. Habilidades do intelectual melhorado

Se você vive em um país com uma linguagem diferente por muito tempo, você aprenderá facilmente a linguagem, no qual melhora muito seu intelectual.

  • Em 2012 a Swedish MRI realizou um estudo onde encontrou que pessoas que estão aprendendo uma segunda linguagem mudam o tamanho e forma do cérebro pelo melhoramento da espessura cortical – a camada de massa dos neurônios responsável através de memórias e consciências.

  1. Aumento da produtividade

Enquanto muitas vezes achamos que trabalhar o tempo todo e até em feriados aumenta a produtividade, a pesquisa mostra que o tempo livre realmente ajuda para você voltar e ter produtividade no trabalho.

  • Países como a França, com 40 feriados no ano, tem uma econômica melhor do que países que possuem apenas 25 dias.

travelmate

  1. Aumento da autoconsciência

A autoconsciência é um dos muitos reconhecimentos traçados para o sucesso, e isto vem sem nenhuma surpresa para quem viveu no exterior, e encontrou e melhorou sua autoconsciência.

  • Um recente teste de psicológica distante concebeu sugestões que viajar ou planejar sua viagem e imaginando você mesmo em outra família e distante da sua localização, melhora sua autoconsciência.

Embora nossa casa ainda seja a mesma quando nós retornamos, através da viagem algumas coisas em nossas mentes têm sido mudadas, e que tem um poder de transformar qualquer coisa em nossas vidas.

Se abra para novos ambientes, tenha uma vida no exterior e encontre seu verdadeiro potencial intelectual.

Entre em contato com a Travelmate clicando aqui e realize seu sonho!

 

Como escolher o seu intercâmbio?

Postado por: Tatiana Serbena/ 2472 0

Uma hora chega o momento de decidir: Vou fazer um intercâmbio! Mas por onde começar? Para onde eu vou? O que posso gastar? Veja os principais passos para você escolher o seu intercâmbio.

  • Que idioma você quer aprender?

Antes de mais nada, o principal é saber qual idioma você quer aperfeiçoar e assim decidir o país de seu destino. Existem países que possuem várias línguas, por ser povoado por diversas culturas, como o Canadá, normalmente as pessoas vão até lá para falar inglês, mas caso você queira estudar francês, você terá muita facilidade em encontrar pessoas que falam a língua, principalmente em Montreal e Quebec.

como escolher o seu intercambio

  • Que país quer conhecer?

Talvez a parte mais difícil e a mais legal, escolher o país é uma decisão que vai mudar a sua vida! Sim, é meio radical, mas escolher o país, principalmente para seu primeiro intercâmbio, é escolher o destino onde você vai realizar seu sonho e conhecer lugares que você sempre quis.

Quem nunca sonhou em conhecer o Grand Canyon ou a Torre Eifel. Então, para sua viagem ser perfeita, escolha o lugar do seus sonhos e embarque no avião.

Dica: Se você não possui condições financeiras em escolher o local que você desejaria, alguns lugares são incríveis e ainda você vai sair economizando, como Malta, Canadá, Irlanda e Argentina.

  • Em que cidade quer morar?

Sim, quando você acha que a parte difícil de escolher o país acabou, vem a parte de escolher a cidade, óbvio. Normalmente as cidades mais famosas tem todos os tipos de cursos de intercâmbio, então a escolha também vai ser feita um pouquinho com o coração.

Recomendamos que você escolha uma cidade com vários lugares legais e com muitas atrações (Quase todas são assim, então complica mais um pouco), como Nova York que tem a famosa Estátua da Liberdade ou a Times Square, ou Toronto, que possui uma das maiores torres do mundo e também possui parques de diversão incríveis como o Canadá’s Wonderland.

malta

  • Qual tipo de curso de idioma no exterior quer fazer?

O próximo passo é escolher qual o tipo de programa que você quer fazer. Existem programas para estudar, trabalhar ou fazer ambos. Clique neles para saber mais informações.

Estudar:

Trabalhar:

Ambos:

high school

 

  • Quanto tempo estudar no exterior?

O tempo que você vai ficar no exterior é influenciado por várias coisas, como o tipo de curso escolhido e a sua condição financeira.

Outro fator importante é o seu tempo disponível, normalmente as pessoas que trabalham fazem um intercâmbio de 4 semanas, já as pessoas que apenas estudam têm a disponibilidade das férias do fim de ano, podendo chegar até 3 meses.

Dependendo do curso, você pode fazer um intercâmbio com até 2 anos de duração.

  • Onde ficar durante o intercâmbio?

Também dependendo do seu destino e o tempo, saber escolher onde ficar no intercâmbio é muito importante.

Se for ficar entre 4 e 12 semanas recomendamos ficar em uma casa de família, além de você treinar seu inglês com as pessoas da casa, você também pode optar por fazer as refeições na própria casa, assim dedicando seu tempo inteiro ao estudo e em conhecer os lugares da sua cidade, e o melhor, é o mais econômico.

Outra opção de moradia é a residência estudantil, que na maioria oferece quarto individual. Banheiro e cozinha são coletivos. Pode ficar dentro da escola/universidade ou em prédios (geralmente) próximos ao local de estudo.

Se for ficar mais de 6 meses, você provavelmente (depende das regras do país) poderá trabalhar, sendo assim fica mais fácil para alugar uma casa.

intercambio

  • Entrar em contato com a melhor agência de todas

Você pode resolver todos esses passos sozinhos, mas caso queira alguma ajuda pode saber que a Travelmate vai te auxiliar do começo ao fim. Para entrar em contato clique aqui e converse com nossos representantes.

Quer conhecer alguns pacotes de intercâmbio? Clique aqui

Depois de tudo resolvido, basta pegar sua bagagem e partiu viajar!

férias teen

5 Motivos para fazer Férias Teen

Postado por: Tatiana Serbena/ 944 0

O programa de Férias Teen é voltado para jovens de 11 a 17 anos, que tem duração de 2 até 4 semanas. Uma experiência incrível e o com muito aprendizado, o intercambista vai adquirir conhecimento para o resto da vida. Veja os 5 motivos para fazer Férias Teen:

  • Formação do indivíduo: responsabilidade com as tarefas do dia a dia

Quando você vai passar um final de semana na casa do seu amigo, você sabe que terá responsabilidades que normalmente você não tem em casa, mas imagine você mudar de país? Um dos maiores aprendizados é você se tornar totalmente responsável e independente já na sua adolescência, tendo que lidar com suas tarefas e funções do dia a dia.

  • Aperfeiçoamento da Língua

No Intercâmbio Teen as aulas são totalmente em inglês, tanto as aulas teóricas quanto as aulas práticas. Você até pode ter feito 5 anos de escola de inglês no Brasil, mas só com um intercâmbio você vai passar o dia e a noite vivendo a língua.

férias teen

  • Cultura: Contato com estudantes de outras nacionalidades

Qualquer tipo de intercâmbio te dará a experiência de conhecer outra cultura, e com as Férias Teen não será diferente. Além de aprender muito sobre a cultura do país que está passando suas férias, os intercambistas irão conhecer pessoas de cada canto do mundo e aprender um pouco mais sobre cada país.

cultura-intercambio

  • História e Geografia: Conhecendo a cidade

No programa você irá estudar, mas também irá conhecer os pontos turísticos da cidade. No Férias Teen você terá uma agenda bem cheia e muita coisa para visitar como museus, bibliotecas, monumentos e diversas lugares que a cidade pode te proporcionar.

ferias

  • Suas férias serão inesquecíveis

Chega de passar mais uma de suas férias sem fazer nada em casa, vamos viajar! Garantimos para você que será uma viagem perfeita e com muito aprendizado, passeios, lazer e muita diversão!

ferias-teen-vancouver

Quer programar o intercâmbio teen? Clique aqui e veja os destinos e o pacote de sua preferência para tornar suas férias inesquecíveis.

malta

Por quê fazer intercâmbio em Malta?

Postado por: Tatiana Serbena/ 1628 0

Está em dúvida sobre em qual país fazer intercâmbio? Acha que Malta pode ser o destino perfeito para você? Quer saber mais sobre Malta e o por quê fazer intercâmbio em Malta? Leia nosso post e se apaixone por cada detalhes dessas ilhas maravilhosas.

fazer intercâmbio em malta

  • História e Dados principais

O país com a habitação mais antiga da União Europeia, 5200 a.C, Malta é um destino incrível e inesquecível para os intercambistas. Em Malta o intercambista vai aprender histórias incríveis, vai viver no terreno rochoso e litorais cheio de falésias.

Das 7 ilhas de Malta, apenas 3 são habitadas, sendo elas Malta, Gozo e Comino. Malta abrange uma área terrestre de 316 km², tornando-se um dos menores países da Europa, possuindo também a terceira maior densidade demográfica do continente. Sua capital é Valeta e a maior cidade é Birkirkara. O Maltês é a língua nacional e o inglês é a língua cooficial, então não se preocupe, o inglês é muito falado no país.

Como dito, Malta é um país antigo e com muita história para aprender, como os primeiros achados arqueológicos, que foram encontrados aproximadamente em 3800 a.C. Também existiu nas ilhas uma civilização pré-histórica significativa antes da chegada dos fenícios, que batizaram a ilha principal de Malat, o que significa refúgio seguro. Os agricultores neolíticos viveram sobretudo em cavernas e produziram uma cerâmica similar à encontrada na Sicília.

  • Cultura

A cultura maltesa reflete as influências variadas das diversas culturas que a dominaram até 1964, particularmente de Itália e do Reino Unido. Os costumes, lendas e folclores malteses são estudadas e categorizadas lentamente, como qualquer outra tradição europeia.

malta

  • Saúde

Outro motivo para ir para Malta é a saúde. Hoje, Malta tem tanto um sistema de saúde público, conhecido como o serviço governamental de saúde, e um sistema de saúde privado. Malta tem uma forte base de cuidados médicos primários, e os hospitais públicos prestam cuidados secundários e terciários. O Ministério de Saúde maltês aconselha os residentes estrangeiros a fazer um seguro médico privado.

  • Educação

As escolas públicas tendem a usar os dois idiomas, maltês e inglês, de forma equilibrada. As escolas particulares preferem usar o inglês para o ensino, como também é o caso com a maioria dos departamentos da Universidade de Malta. A maioria dos cursos universitários são em Inglês. Malta é também um destino popular para estudar o idioma inglês, atraindo mais de 120.000 estudantes em 2015 e esse número só cresce com a valorização de Malta. A taxa de alfabetização de Malta é de 99,5%.

  • Moeda Local

Em 2008, Malta aderiu à zona do Euro e o dinheiro passou ser oficialmente a moeda em Malta.

Até dezembro de 2007, a moeda vigente no país era a Lira Maltesa, conhecida em idioma maltês como Lira Maltija. A moeda havia sido estabelecida no país ainda em 1825, período no qual o país ainda era parte do então robusto e fortalecido Império Britânico.

  • Culinária

Não se preocupe também com a comida, apesar de não ter o famoso feijão com arroz, Malta possui uma culinária incrível, principalmente quando se fala em molhos. A Itália, Espanha e Turquia estão sempre presentes nas refeições, então se prepare para deliciosas lasanhas em Malta. A mais famosa comida é chamada ‘pastizzi’, com massa filo parcialmente recheada com ricota, queijo e ervilhas e podem ser acompanhadas por um copo de ‘kinnie’, um suco feito de uma determinada espécie de laranja.

Malta-Pastizzi
O famoso pastizzi
  • Clima

A temperatura em Malta é bem agradável, com médias que se assemelha as das cidades brasileiras. Isso significa que você pode aproveitar o seu intercâmbio em Malta sem se preocupar com chuvas muito fortes ou com períodos de estiagem mais longos.

  • Custo de vida

Você até pode achar que o custo de vida em Malta é caro pois está situada na Europa, mas em relações aos países vizinhos, Malta é acessível e você pode muito bem almoçar com 7 até 15 euros. O custo de vida se baseia, talvez, no salário mínimo três vezes menor do que as demais cidades europeias. Com a moradia, gasta-se em torno de 250 a 500 euros com o aluguel de um bom apartamento, que fica em prédios de no máximo cinco andares, pois não há nenhum mais alto do que isso. O passe de ônibus, válido por 24h, custa apenas 1,50 euro.

  • Principais Pontos turísticos

– Valleta, capital que possui a Catedral de São João, histórica e com arquitetura que remete aos primórdios da ilha, museus e o jardim de Barraka, de onde é possível avistar fortalezas, bastiões e o principal porto da ilha.

– Mdina, a cidade do silêncio, antiga capital de Malta, Mdina tem apenas 300 habitantes, é pitoresca e gostosa de visitar. Possui ruas estreitas e convidativas para uma caminhada.

– Marsaxlokk, o local é uma pequena vila de pescadores. Por isso, existem vários restaurantes em frente a uma baía. Marsaxlokk é famoso por oferecer um cardápio variado de peixes frescos e um ambiente relaxante.

– Saint Julian, é lá que a noite da ilha de Malta acontece. Gente de todo o mundo procurando baladas e conhecendo todo mundo.

– Blue Lagoon, azul com belas vistas de todos os ângulos. Uma praia com água transparente, azul, límpida e com uma vista deslumbrante.

Saint Julian
Saint Julian
  • Curiosidades

– As muitas igrejas de Malta são caracterizadas por terem 2 relógios acima da entrada principal, um mostrando a hora correta e o outro a hora errada. A proposta disso é confundir o demônio quando ele está na cidade.

– Em qualquer lugar que você estiver em Malta, os barcos coloridos de pesca estarão escorados nas proximidades. Cada um deles tem olhos pintados na frente, o que aparentemente mantém os demônios longe do pescador no mar.

– Malta é o menor país da união europeia. Cinco Maltas caberiam em Londres.

– Fãs de Game of Thrones vão adorar Malta por ser cenário de vários episódios da série. A ilha também recebeu a equipe de filmagem de Tróia, Capitão Phillips e Guerra Mundial Z.

guerra-mundial-z em malta
Cenas do filme Guerra Mundial Z gravadas em Malta

 

  • Fazer intercâmbio para Malta

Depois de saber tudo sobre Malta e ver que o destino está sendo um dos principais para os intercambistas, é hora de começar a procurar tudo sobre como viajar para as Ilhas de Malta.

Trabalhar e estudar em Malta é uma ótima ideia. Para ficar até 90 dias na ilha não é preciso de visto e estudantes não podem trabalhar.

malta2

Os pacotes para Malta ficam em torno de EUR$1.300,00 até EUR$5.000,00, tudo isso dependendo do tempo que você irá ficar e qual a escola que irá estudar. Veja alguns pacotes da Travelmate:

– Ficar 4 semanas com hospedagem em casa de família e estudando na escola LaL sai a partir de EUR$ 1.496,00, para saber mais informações clique aqui.

– Ficar 12 semanas com hospedagem em casa de família estudando na escola EC sai a partir de EUR$ 3.200,00, para saber mais informações clique aqui.

Agora o que você precisa fazer para realizar o sonho é entrar em contato com a Travelmate e tirar todas as dúvidas. Quer conhecer outros pacotes para Malta? Clique aqui.

livros

8 motivos para fazer universidade no exterior

Postado por: Tatiana Serbena/ 1498 0

Estudar em universidades estrangeiras sempre vai ser benéfico para a sua vida pessoal quanto para a sua vida profissional. Existem diversas razões para você ir estudar fora, mas esses são os 8 motivos para fazer universidade no exterior que vão fazer você subir no avião agora e ir viajar.

  • Ensino de qualidade

Quando você sai do seu país para estudar, uma das principais, se não a mais importante, é uma universidade de qualidade. De acordo com o principal ranking de universidades, Times Higher Education (THE), das 100 melhores universidades do mundo, 44 ficam nos Estados Unidos e 31 ficam na Europa. (confira a lista completa das universidades clicando aqui)

Nenhuma universidade brasileira entrou para o top 100 do mais recente ranking mundial de instituições de ensino superior publicado em julho de 2016 pelo Center for World University Rankings (CWUR).

No topo, estão as renomadas Harvard (1º), Stanford (2º), seguidas pelo MIT, Cambridge e Oxford. Estados Unidos é o país com mais instituições de ensino no ranking, são 224, entre as mil listadas pelo CWUR. China tem 90, Japão tem 74 e Reino Unido, 65.

Então se você quer ter um estudo de alta qualidade é melhor ir pegando seu passaporte.

8 motivos para fazer universidade no exterior

  • Aperfeiçoamento da língua

Você nasceu, cresceu e viveu com a língua que seus grupos sociais falavam, e quando você for estudar em universidades no exterior não será diferente. Você até pode saber falar outro idioma, mas com a vivência e as experiências de morar e estudar em outro país é que você retornará ao Brasil com mais um idioma realmente fluente na bagagem.

Com a globalização, é muito importante dedicar-se a aprender novas línguas. O inglês não é mais um diferencial, é imprescindível ao candidatar-se a uma vaga de emprego e fator preponderante para seleção dos candidatos; o que transforma o espanhol na terceira língua, como verdadeiro elemento agregador de valor aos currículos. Além disso, você pode morar em outro país, viajar sem problemas com a língua e realizar cursos mais especializados e reconhecidos mundialmente.

Se você optar por morar fora, para trabalhar ou em busca de uma vida melhor, terá que se comunicar fluentemente no idioma local para suprir suas necessidades básicas. Caso vá para estudar, o idioma será necessário e muito exigido, já que precisará adaptar-se e compreender as informações que pretende absorver e externar para obter conhecimento. Quando for viajar para curtir suas férias fora do país, a comunicação com guias turísticos, taxistas, garçons será muito importante para aproveitar os momentos de diversão, lendo cardápios, placas, guias, mapas, comprar comida e ingressos.

Se você está pensando em viajar, fique sabendo que terá vários desafios pela frente.

aperfeiçoar a lingua

 

  • Diversas áreas para se especializar

No Brasil, as universidades oferecem uma quantidade limitada de cursos, mas nas melhores universidades do mundo, além de possuir um estudo de alta qualidade, você pode ter a certeza que encontrará diversas áreas únicas para se especializar, como Estudos de Museus, por exemplo! E mesmo nos cursos tradicionais, um diploma obtido no exterior é uma vantagem que colocará você muito à frente de qualquer concorrente no mercado de trabalho.

Se você quer ser diferenciado, prepare as malas e vamos viajar!

diversas areas para se especializar

 

  • Novas Pessoas

Para estudar fora você precisará fazer alguns esforços, sendo eles deixar por um tempo a sua família, amigos, cachorros, etc. Por outro lado, pode ter a certeza que você vai encontrar pessoas novas e que elas vão agregar muito em sua vida, com histórias, modos de viver, culturas diferentes e claro, você também irá transmitir a sua cultura para eles.

Morando em um novo país as “definições de amizade serão atualizadas”! (Leia com a voz da mocinha do Avast).  Você vai aprender a chamar um amigo para ir ao supermercado com você, por exemplo, e acredite: esses “passeios” são divertidíssimos. Os amigos em um país diferente são mais que amigos, se tornam referências, guias de viagens, críticos de restaurante, e as vezes os próprios cozinheiros! (É só falar que vai fazer uma caipirinha do Brasil)

Em geral, as amizades são fortes, próximas e simples, e você sentirá um carinho por essas pessoas por muito tempo, mesmo depois de voltar para o Brasil.

Então prepare-se para conhecer novos amigos de diferentes estilos!

novas amizades

 

  • Novas Culturas

Novas pessoas te levam a novas culturas e isso é uma das razões mais legais de viajar para o exterior. Além de seus novos amigos, você encontrará diversas pessoas nas ruas, shoppings, parques, e todas elas com diferentes modos de viver.

Com certeza você terá outra visão do mundo e da sua própria cultura.

Quando você estiver em uma praia da Europa e centenas de mulheres estiverem fazendo topless e ninguém estiver nem aí, ou quando estiver subindo uma escada rolante e pessoas te “ultrapassarem” pela esquerda, você vai ver que os costumes são completamente diferentes de um país para outro, mas que é possível se adaptar e admirar cada um deles.

Abra a sua mente, pegue sua passagem e entre no avião.

novas culturas

 

  • Adquirir conhecimento

Depois de estudar em uma universidade boa, aperfeiçoar a língua do país, conhecer novos amigos e outras culturas, consequentemente você estará adquirindo conhecimento. Essa viagem mudará o seu estilo de vida, o seu senso crítico e alimentará ainda mais a sua vontade de viajar novamente e fazer tudo isso de novo.

conhecimento

 

  • Mercado de trabalho

Talvez um dos principais pensamentos que você tem quando vai sair do Brasil para estudar é em relação ao seu curriculum. E sim, seu curriculum será turbinado, não apenas pelo seu estudo na universidade do exterior, mas também por você demonstrar independência, conhecimento, opiniões diferenciadas, experiências fora da zona de conforto, e tudo isso te ajudará a dar um grande passo na direção do emprego que você sempre sonhou, ou ainda poderá te dar todas as ferramentas, contatos e ideias para conseguir lançar sua startup e ganhar o mundo.

Viaje, estude e conquiste coisas incríveis em sua vida.

mercado de trabalho

 

  • Novas ideias

E por fim, temos a certeza que você vai voltar ao Brasil totalmente renovado e cheio de ideias. A experiência te trará novos olhares e com isso vem a vontade de colocar as ideias no papel, podendo ser soluções pequenas para a sua própria vida como soluções que podem mudar a vida de muitas outras pessoas.

novas ideias

Acho que essas 8 razões já são suficientes para mostrar que estudar em uma universidade no exterior pode ser uma das melhores escolhas da sua vida, hein?

Quer saber passo a passo como estudar fora do Brasil? Acesse aqui e torne seu sonho em realidade.

 

 

 

malu

Malu Tulio – Último post!

Postado por: Juliana Teixeira/ 651 0

Como tudo que é bom dura pouco, o intercâmbio da Malu chegou ao fim :'(  Mas o lado bom é reencontrar a família e dormir na nossa própria cama, né 😀

A Malu mostrou o último dia dela em Denver e sua volta pra casa!

 

A Travelmate espera que todos tenham gostado de acompanhar a aventura de nossa intercambista, sentiremos saudades dos seus vídeos, Malu!

malu tulio

Malu Tulio – High School EUA

Postado por: Juliana Teixeira/ 922 0

Sempre teve curiosidade em saber como é a vida de um intercambista? A Malu fez um tour pela escola e pela casa para a gente acompanhar de pertinho a experiência dela! Olhá só:

 

 

 

Thiago Sotto - Work&Study

Thiago Sotto – Work&Study

Postado por: Juliana Teixeira/ 567 0

O Thiago se aventurou em um programa de Work&Study na Irlanda e estudou na ISI General English, tudo isso com a ajuda da TM Maringá! Olha o que ele achou:

 

“Há quatro meses eu nunca pensava que o que aconteceu comigo aqui na Irlanda aconteceria. Foram tantas coisas, tantas amizades que conquistei, tantos lugares que fui, tantas experiências. E quem diria que tudo isso teria um começo quando eu decidi que queria viajar para o exterior. Entrei em contato com a Minds que me passou o contato da Débora da Travelmate. Foram muitas opções até vir a Irlanda. Confesso que não conhecia o país e mesmo assim fui para essa aventura e, quem diria, de tudo que aconteceu parece até que se passou um ano. Primeiro mês tive a oportunidade de estudar na ISI, uma escola muito boa em que aprendi muita coisa, além também de procurar emprego e acomodação. Segundo mês conquistei algo que nunca pensei que pudesse conquistar. Um cargo dos sonhos em uma empresa multinacional. Foi de lá que passei um dos melhores momentos na minha vida em que conversei com gente de todo mundo, além também de ter tido a oportunidade de viajar para outro país. Posso dizer que me sinto realizado depois de tudo isso. Quem diria que vir para a Irlanda era a escolha certa. Voltarei em breve ao meu país com o sentimento de dever cumprido. Certamente nunca esquecerei do que passei aqui na terra do Leprechaun.”

 

 

Thaís Bandeira - Curso de idioma

Thaís Bandeira – Curso de idioma

Postado por: Juliana Teixeira/ 566 0

A Thaís, com a ajuda da Debora, da TM Maringá, foi aprender inglês na Omnicom Toronto, no Canadá! Olha o que ela achou:

“Minha viagem a Toronto foi surpreendente! Confesso que nunca tive um interesse especial no Canadá ??, mas esse belo país conquistou meu coração pela educação das pessoas e pela grande importância dada à acessibilidade, mostrando que o Canadá dá oportunidade a todos. Estive por um mês na Omnicom School of Languages / Stafford House estudando Business English com meu prof Rob e meus colegas do Japão, do Brasil e da China e pude expandir meu vocabulário e corrigir defeitos que “todo brasileiro comete quando fala inglês”, como dizia Rob! “A diferença de quem completou um curso de inglês e de quem tem fluência é a pronúncia e o vocabulário”, e disso saí satisfeita e instigada a continuar a aperfeiçoar meu inglês. Além disso, temos a oportunidade de conhecer lindos lugares como Niagara Falls, Algonquin Park, Quebec, Montreal, Ottawa, Nova Iorque, Chicago e a divertida Wonderland. Fiz quase todos os passeios, para deixar a viagem ainda mais inesquecível! Pretendo voltar o quanto antes, quem sabe da próxima vez para estudar francês em Ottawa, mas com certeza dando um pulinho em Toronto pra matar a saudade.

Obrigada à Minds / TravelMATE por toda assistência prestada. Só tenho elogios à equipe, meus parabéns!”

 

 

CHA_Antonia Furlanetto_1

Antonia Furlanetto – High School

Postado por: Juliana Teixeira/ 654 0

A Antonia está em Ottawa, no Canadá. Com a ajuda da Gabriela, da TM Chapecó, ela está realizando o sonho de fazer High School no exterior!

“Oi, meu nome é Antonia! Estou fazendo intercâmbio em Ottawa, no Canadá, e tem sido uma experiência incrível! Cheguei aqui a uma mês e meio, e desde o início minha família tem sido muito acolhedora, assim como o pessoal da escola, que diferente do que eu estava pensando, sempre estão fazendo eu me sentir bem no colégio. Eles também são bem abertos a novos relacionamentos, mas quem precisou dar o primeiro passo e ir falar com eles fui eu (confesso que foi um pouco difícil)!

Por mais que todo mundo fale que não seja bom sair com brasileiros durante o intercâmbio, tenho saído bastante com eles, e não vejo que isso tenha prejudicado meu inglês. A maioria da galera é de Curitiba, e os conheci no início do intercâmbio mesmo. São pessoas muito legais, e espero continuar a amizade depois da viagem.

Minha família é composta por uma mãe, um pai e outra intercambista italiana. Eles são maravilhosos, e sempre proporcionam coisas que sabem que eu gosto. Sempre gostei muito de culinária, meus hosts sempre pedem pra eu cozinhar algo do Brasil, e isso é muito legal! Eles amaram brigadeiro, minha host já comprou leite condensado umas três pra eu fazer de novo pra ela.

Meu primeiro dia na escola foi um pouco difícil, porque não conhecia ninguém, mas aos poucos foi melhorando. Minha aula começa 9:05 e termina 15:15. Sobre as disciplinas, tô tendo que fazer matemática, química e inglês pra poder validar no Brasil, e a quarta, que eu pude escolher, é fitness class (gosto muito, mas tô sempre morta no fim do dia ahaha).

Nesse último fim de semana fui na casa de uma amiga canadense com mais outras duas amigas (canadense e espanhola) esculpir abóbora, pois está chegando o halloween e eles levam muito a sério aqui (mal posso esperar pelo dia 31)!

Sou muito grata a minha família por ter me proporcionado essa experiência incrível, assim como à equipe da travel, que foi maravilhosa em todos os momentos!”