05

out
2017

Por que fazer intercâmbio em Milão?

Postado por: Tatiana Serbena/ 455 0

A mistura de charme, glamour e história fazem de Milão um dos destinos mais procurados (e desejados) da Itália não só para turismo, mas também como escolha do lugar para se viver, mesmo que seja apenas por alguns meses.

Fazer intercâmbio em Milão, além do peso do nome da cidade, vai te permitir conhecer e explorar muitos destinos da Itália e da Europa. Além das inúmeras estações de trem, Milão abriga 3 aeroportos principais: Malpensa (principal deles), Linate (um pouco menor, mas também bem movimentado) e o Orio al Serio (BGY) que é conhecido por receber voos low cost.

A “capital da moda” é a cidade que detém a maior população da Itália, com 1 ,7 milhão de habitantes além de ser o principal centro financeiro, comercial, de design, mídia e até mesmo do futebol na Itália. O idioma é o Italiano e a moeda utilizada por lá é o Euro.

intercâmbio em Milão

Intercâmbio em Milão

Milão tem uma diversidade enorme de atrações turísticas além da cidade como um todo, e por isso, nós listamos as 5 imperdíveis que você não pode perder durante um intercâmbio em Milão:

Catedral Duomo: Um símbolo da arquitetura gótica cuja construção teve início em meados de 1300 e levou quase 5 séculos para ser finalizada. A obra leva mais de 3.500 estátuas com uma riqueza impressionante de detalhes espalhados por sua extensão. A Catedral fica localizada na “Piazza Duomo”, lugar que abriga a nossa próxima atração.

 

 

Galeria Vittorio Emmanuele II: A galeria é bastante luxuosa e une a Piazza Duomo à Piazza Scala. O lugar faz jus às antigas galerias da Europa e em seu interior existe, além de muito luxo, diversas lojas e restaurantes para desfrutar de um excelente momento e uma digna comida italiana.

Teatro Alla Scala: Falando em Piazza Scalla, não há como não lembrar de um dos 10 melhores teatros de ópera do mundo, segundo lista da National Geographic. O Teatro alla Scala é ainda lembrado pela lista como “provavelmente o teatro de ópera mais famoso do mundo”.

A última ceia: Não é bem um ponto geográfico da cidade de Milão, mas não deixa de ser um ponto turístico, e dos bons. A pintura emblemática foi feita por Leonardo da Vinci entre 1495 e 1498 a pedido do Duque de Milão, Ludovico Sforza. A obra é uma representação da última ceia de Jesus junto aos 12 apóstolos. Esta cena representa o anúncio de que Jesus será traído por um de seus discípulos. A obra prima de Da Vinci está na Igreja Santa Maria delle Grazie, e a reserva para vê-la deve ser feita com meses de antecedência.

Quadrilátero da Moda: Um conjunto de 4 ruas que conformam a zona mais elegante de Milão: Via Monte Napoleone, Via Alessandro Manzoni, Via della Spiga e Via Corso Venezia. Nesta parte da cidade se fazem presentes as lojas dos grandes nomes da moda, como Versace, Valentino, Louis Vuitton, Armani, Dolce & Gabbana, Christian Dior, Ralph Lauren e muitos outros.

Você ainda não pode deixar de visitar o descolado bairro Brera e a região de Navigli. Se você gosta de uma vida noturna agitada, é lá que vai encontrar.

 

Além das atrações, Milão também é uma boa opção não só para quem quer aprender italiano e se relacionar com pessoas de diversas partes do mundo, como também abriga uma das melhores escolas de negócios do mundo, a Università Commerciale Luigi Bocconi.

Com relação ao custo de vida, se é caro ou barato viver em Milão, a resposta é: depende. Você consegue gastar razoavelmente pouco em zonas mais afastadas do centro ou dos polos turísticos da cidade, assim como estará suscetível a gastar um alto valor para se manter se escolher viver no coração da zona turística de Milão.

 

Com tantas coisas boas te esperando por lá, clique aqui e inicie agora a viagem que vai marcar a sua vida!

Deixe o seu comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, digite seu nome
Por favor, digite o seu e-mail
Por favor, digite um e-mail válido