junho 2018

Cidade do Porto

Como é morar na Cidade do Porto?

Postado por: Sirius/ 189 0
Como é morar na Cidade do Porto?

 

Se o seu interesse de intercâmbio é movido pela vontade de estudar em boas instituições, Portugal com certeza está dentre as opções mais acertadas. O país possui vibrantes cidades universitárias como Lisboa, Coimbra e Porto. Esta última é bastante conhecida por reunir diversos fatores atrativos tanto para quem busca diversão e lazer, quanto para quem está interessado em estudo e aprendizado. Além de excelentes instituições de ensino, a Cidade do Porto é reconhecida como um destino e tanto por sua faixa litorânea, por sua arquitetura moderna e tradicional, por seu centro histórico que hoje é Patrimônio Mundial da UNESCO, por suas paisagens, vinhos e culinária.

 

Os cidadãos de lá levam uma vida simples, como acontece na maioria das cidades da Europa, mas com muita qualidade. Como os encantos da cidade são extensos, listamos os principais que você não pode deixar de conhecer.

 

Cidade do Porto

 

Ribeira

Localizada às margens do Rio Douro, no coração do tão falado Centro Histórico da cidade, a Ribeira do Porto foi considerada Patrimônio Histórico pela UNESCO. Na Ribeira, merecem destaque o Palácio da Bolsa, a Praça da Ribeira (também conhecida como Praça do Cubo), a Rua da Fonte Taurina, uma das mais antigas da cidade, o Muro dos Bacalhoeiros e a Casa do Infante, onde acredita-se que tenha nascido o Infante D. Henrique, em 1394.

Rio Douro

É  o segundo maior rio de Portugal sendo navegável ao longo de toda a sua extensão. É possível fazer passeios de barco e apreciar a vista da linda cidade do Porto de outro ângulo. Diversas empresas hoje oferecem esse passeio, aproveite!

 

Estação Ferroviária de São Bento

Considerada uma das mais belas estações ferroviárias da Europa, a Estação de São Bento foi inaugurada em 1916 e é especial por apresentar elementos que caracterizam Portugal, como a presença de azulejos pintados de azul, tipicamente português. A arquitetura é linda, com influência francesa. Vale a pena marcar uma viagem e embarcar nessa estação.  

 

Catedral da Sé

Próxima à Estação de São Bento, encontra-se a Catedral da Sé, um edifício belíssimo de estrutura romano-gótica, típica do século XII e XII.

Torre dos Clérigos e Arredores

Por conta da vista de tirar o fôlego, a Torre dos Clérigos é um dos principais pontos turísticos da cidade. A torre faz parte da estrutura da Igreja dos Clérigos, e foi construída por volta de 1750 a 1760.

 

Avenida dos Aliados

É a Avenida mais importante da cidade, que reúne importantes lojas, muito charme, história, e atrai milhares de pessoas diariamente. A Avenida dos Aliados é o retrato da sociedade burguesa do século XIX, e no passado, concentrava as principais sedes bancárias do país e diversas instituições financeiras do governo. Por mais que a ocupação de diversos edifícios tenha sido modificada, a maioria deles continua lá, de pé. Por isso, caminhar pela Avenida sem nenhuma pressa é definitivamente uma decisão mais que acertada.

 

Casa da Música

Um dos símbolos da arquitetura moderna é a principal sala de concertos do Porto e uma das mais importantes do país. O edifício foi projetado pelo arquiteto Rem Koolhaas, fazendo parte do evento “Porto Capital Europeia da Cultura, em 2001.

 

Francesinha

Para finalizar, uma atração da cidade de dar agua na boca. A Francesinha é um prato típico que surgiu na cidade do Porto. A sua criação foi inspirada em dois clássicos franceses, o croque-madame e croque-monsieur. Ao ser adaptado ao paladar português, foi criado o famoso molho levemente apimentado que vai por cima do sanduíche feito com dois pães de forma grossos, recheado com bife bovino, linguiça, salsicha fresca,  fiambre e queijo. Por cima, o molho quente levemente apimentado à base de tomate, cerveja preta e claro, vinho do porto. Costuma-se ainda finalizar com ovo estrelado por cima e servir com batata frita. Delicioso!

 

Conte com a Travelmate para viver essa incrível experiência. Clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Em Malta, o incentivo é estudar e trabalhar

Postado por: Sirius/ 287 3

A política de visto da grande maioria dos países estrangeiros costuma ser um
empecilho no caminho dos intercambistas, que muitas vezes são impedidos de exercer
um trabalho ou de estender o seu tempo de permanência no exterior.
A boa notícia, é que um dos destinos europeus cada vez mais requisitados para fazer
intercâmbio reviu a sua política de visto. O motivo? Eles acreditavam que a política
antiga prejudicava o potencial de estudo e trabalho do país. É por isso que Malta, vai
agir diferente.
Agora, o processo de entrada no país ficou mais fácil, devido à modificações em
algumas regras de visto para estudantes. A finalidade dessa mudança é facilitar a
entrada de estudantes vindos de países de fora da Europa, seja para estudar ou até
mesmo para trabalhar. Malta é a materialização do sonho de morar em uma cidade
europeia, vibrante, com paisagens exuberantes e de quebra, estudar em escolas de
inglês de excelente qualidade.
A política antiga, devido à limitada representação consular do país, favorecia
estudantes que possuíam o domínio da língua inglesa em um nível já bastante
avançado. Agora, a nova política vai beneficiar a entrada de novos estudantes, com
níveis diversos de inglês, e permitir que tais estudantes consigam obter um visto de
trabalho, a fim de que permaneçam no país por mais tempo, produzindo, crescendo e
ganhando dinheiro, de maneira legal.
As regras de visto para trabalho mudam conforme o tipo de curso de cada estudante.
A nova política é válida para todos os estudantes que estejam matriculados em cursos
no país de no mínimo 12 semanas. Para este caso, a carga horário de trabalho não
poderá ultrapassar 20 horas semanais e o visto permitido se chama Schengen Short-
Stay Visa. Lembre-se: o visto concedido neste caso, é um visto diferente de um visto de
trabalho convencional. Por isso, os alunos que pretendem estender a estadia no país
devem solicitar uma prorrogação de permanência e um novo visto.
Porém, para os matriculados em cursos de educação superior, as regras mudam um
pouquinho. Ao invés de três meses, os estudantes só poderão trabalhar quando
completarem 1 ano em território Maltês. Para os alunos que se encaixam nesta
situação, o visto se chama National Long Stay Visa (D-Visa). Uma vez obtendo este
visto, o estudante ganha permissão para múltiplas entradas no país dentro de um
período de 180 dias.
Resumidamente, as condições de trabalho para estudantes são:
– Curso com duração superior a 12 semanas;
– Início de trabalho após 12 semanas;
– Jornada de trabalho de 20 horas semanais;

– Nos primeiros 14 dias assim que chegarem em Malta, os estudantes deverão solicitar
uma extensão de visto;
– O estudante só poderá procurar um emprego após ter o visto aprovado;
– O visto será válido para o mesmo período de estudos ou igual a 365 dias, podendo
ser renovado após o vencimento;
Essa permissão favorece além da experiência como profissional em um outro país,
uma possibilidade muito bem vinda de ajuda de custos. Além disso, o governo
apresenta a possibilidade como um incentivo para a inserção do estudante no
mercado de trabalho Maltês, para que assim, o estudante possa contribuir com a
economia local e até mesmo aplicar e desenvolver o conhecimento adquirido no
período dedicado ao estudo. A intenção de Malta com essa mudança é reter os
talentos por lá e incentivar o desenvolvimento daqueles que realmente desejam e tem
potencial para fortalecer o mercado de trabalho local. Antes dessa mudança, somente
estudantes que faziam parte da União Europeia eram incentivados a permanecer no
país e encontrar um trabalho.
Malta, atualmente, oferece excelentes cursos de inglês de qualidade reconhecida e
ainda possui a vantagem de ter um custo de vida baixo. O povo é acolhedor, as
paisagens são belíssimas e o clima é pra lá de agradável.
Conte com a Travelmate para ter todo o apoio e orientação necessária para embarcar
nessa incrível experiência de estudo e trabalho em Malta. Clique aqui e fale com um de
nossos consultores.

PORTUGAL

Vantagens de estudar em Portugal

Postado por: Sirius/ 373 2
Só a vantagem de ter o mesmo idioma falado em um país europeu já daria a Portugal a fama de ser um dos países preferidos de estudantes brasileiros para fazer intercâmbio. Somado a isso, o clima do país é ameno, a culinária é irresistível e as paisagens, encantadoras.

 

Além disso, não faltam Universidades de tradição e excelência para aqueles que estão em busca de um período de estudos com muita qualidade. Um outro ponto positivo a favor de Portugal com relação à estudos é a facilidade de ingressar nas Universidades portuguesas. O processo de admissão é mais simples que outros países estrangeiros pois desde 2014, é possível ingressar em uma graduação em instituições de ensino portuguesas com as notas do ENEM. É importante lembrar que cada uma trabalha com diferentes processos de admissão, especificando, por exemplo, notas mínimas, pesos e número de vagas disponíveis.

 

Levando em consideração a posição geográfica do país, morar em Portugal também permite um fácil deslocamento para diferentes países da Europa. Assim, fica fácil (e muitas vezes surpreendentemente acessível) viajar para conhecer outras regiões da Europa, graças ao livre trânsito praticado na União Europeia. Além do mais, o país é pequeno. Saindo de Porto ou Lisboa, você pode pegar uma praia em no máximo 30 minutos, e se sobrarem alguns dias livres, aproveite: é possível visitar qualquer cidade do país, inclusive alguns países vizinhos, em um bate-volta de trem ou de carro.

 

Se tratando de viagens para cidades portuguesas, Lisboa, Porto, Algarve e Sintra são destinos imperdíveis e os mais requisitados para passar o verão.

 

Não se convenceu? Então aí vai uma outra vantagem das grandes: É barato viver em Portugal. Não apenas o custo de vida que envolve moradia e transporte tem um custo bastante acessível, mas você também terá de se esforçar para resistir aos preços baixos de roupas, passeios e restaurantes.

 

 

Mesmo que não seja necessário ser proficiente em uma outra língua para estudar em Portugal, você terá de se acostumar com o sotaque carregado dos portugueses, o que também não deixa de ser uma experiência enriquecedora. Porém, tenha em conta que o país está muito próximo à Espanha, e nada impede de você separar um tempinho pra tentar alavancar o seu espanhol.

 

A Travelmate, além de dar toda a assistência necessária para os preparativos da sua viagem à Portugal, possui uma unidade própria localizada na cidade de Porto. Este é um diferencial que proporciona inúmeras comodidades ao intercambista, pois oferece suporte direto, recepciona e auxilia no dia a dia.

 

Dentre as vantagens oferecidas em nossos pacotes, inclui-se assessoria para colocação Universitária na região de Porto e suporte na hora da chegada na cidade, no Pacote Premium Porto. Caso você necessite apenas de um ou de outro, a Travelmate oferece os dois itens separados. Você pode optar apenas pela assessoria de colocação universitária – que pode acontecer para qualquer cidade de Portugal – ou optar apenas pelo suporte de chegada em Porto. Esta opção é atrativa pois existem inúmeros estudantes que fazem os seus processos de intercâmbio por conta própria, mas precisam de um suporte local no momento de chegada na cidade de Porto.

 

Conte com a Travelmate para realizar o intercâmbio dos seus sonhos! Clique aqui e fale com a gente.

 

 

Work and Travel Estados Unidos

Work and Travel Estados Unidos – TravelMate

Postado por: Sirius/ 255 1
Work and Travel Estados Unidos

Trabalhar durante o seu intercâmbio pode ser o melhor dos mundos para a maioria dos intercambistas que se aventuram em viver no exterior. O Work and Travel é um programa de trabalho remunerado ideal para estudantes que sonham em ter uma experiência completa que abrange um dos principais campos de interesse de um intercambista: ser remunerado enquanto desbrava uma nova cultura.

 

Devido aos moldes do programa, é possível aproveitar as férias da Universidade para viajar sem precisar perder ou adiar os estudos aqui no Brasil. O programa é exclusivo para jovens universitários que tenham entre 18 e 28 anos de idade e o período no exterior varia de 3 a 4 meses. O Work and Travel é realizado nos Estados Unidos, sempre durante as férias de verão do Brasil, justamente para que os estudantes possam voltar ao país e continuar os seus estudos normalmente, mas agora, com uma bela bagagem a mais. Ter que interromper os estudos para fazer intercâmbio nem sempre é a melhor escolha para os estudantes, e de fato, muitos não querem adiar um pouco mais a formação universitária.

 

O contato com o idioma vai ser constante, e você vai poder praticar o seu inglês com pessoas de vários lugares do mundo, conhecer de perto as gírias locais e se acostumar com diferentes sotaques. É por isso que, sem sombra de dúvidas, o nível de inglês para quem passa 3 ou 4 meses nos EUA melhora consideravelmente. Porém, visando um melhor aproveitamento no trabalho, é importante que o estudante já possua um conhecimento de inglês pelo menos a nível intermediário.

 

O Work and Travel é um programa baseado em experiência de trabalho, e o trabalho no exterior compete testar novas capacidades, possibilita a descoberta de novos talentos e ainda desenvolve a sua capacidade de adaptação e aprendizado. Mas, e agora, ele é o melhor programa pra você?

 

 

Para responder essa pergunta, veja se você se adequa ao primeiro critério do programa: a idade. Ter entre 18 e 28 anos e ser estudante universitário são pré-requisitos para ter o passe livre e então se aventurar em uma experiência Work and Travel. Se você se encaixa nestes critérios, sorriso no rosto!

 

Você vai poder aproveitar as férias universitárias para conhecer uma nova cultura, conhecer pessoas diferentes, fazer amizades de todas as partes do mundo, ganhar experiência profissional em terras americanas e ainda levar o seu inglês a um nível excelente, é claro, se houver dedicação o bastante. Com estes benefícios, é difícil achar alguém que não se interesse em viver um Work and Travel. Portanto, se você é jovem, tem uma grande de vontade de se desenvolver, tanto profissionalmente quanto pessoalmente, quer conhecer pessoas, lugares e costumes novos e de quebra voltar com um inglês redondinho, o Work and Travel é pra você.

 

A Travelmate trabalha com duas modalidades dentro do programa. Uma delas, é o WT Independent, onde o estudante é responsável por conseguir a sua própria oferta de trabalho. A outra modalidade é o Work and Travel Premium. Nesta, a oferta de trabalho é providenciada pela Travelmate através de seus parceiros nos EUA. Esta modalidade se torna ideal para quem está participando do programa pela primeira vez e/ou quem não quer se preocupar em procurar a sua própria oferta de trabalho.

 

Ficou com vontade de trabalhar nos EUA? Entre em contato com a Travelmate e feche o seu pacote. Esperamos você!

 

 

 

 

Au Pair Plus Holanda

Au Pair Plus Holanda

Postado por: Sirius/ 220 0
Au Pair Plus Holanda

A Holanda é um dos países que mais se destacam em termos de oportunidades e qualidade de vida da Europa. O país foi berço de personalidades artísticas de peso, como Rembrant,e Van Gogh e hoje respira cultura, arte, charme e liberalismo, se tornando uma das sociedades mais tolerantes e evoluídas do mundo.

Com o programa Au Pair Plus, você está mais perto de conseguir trabalhar e construir uma vida por lá. O programa, que combina trabalho remunerado e estudos, tem a duração de 1 ano e não poderá ser estendido. É ideal e exclusivo para jovens mulheres que já tenham experiência em outros programas Au Pair.

 

Os pré-requisitos para a admissão no programa Au Pair Plus Holanda, são:

 

– Ter de 20 a 30 anos;

– Possuir inglês nível avançado (que será avaliado com a Travelmate);

– Ter completado o programa Au Pair EUA;

– Ensino Médio completo;

– Gostar de crianças e comprovar a experiência com o certificado recebido no programa de Au Pair EUA;

– Saber andar de bicicleta;

– Ter pelo menos 1.60 cm para ser hábil para dirigir as chamadas “cargobikes”;

– Ser solteira e sem filhos;

– Disponibilidade para ficar 1 ano na Holanda;

 

 

Quanto aos benefícios do programa, podemos listar:

 

– Reembolso da passagem em até €1.200,00 pagos mensalmente em parcelas máximas de € 100,00 assim que a candidata chegar na Holanda;

– Bolsa de estudos de até € 320,00 para curso de idiomas;

– Quarto individual e alimentação completa;

– Seguro saúde para todo o período de trabalho;

 

O custo com transporte não está incluído no programa, sendo de responsabilidade de cada candidata. Possuir carteira de motorista não é uma obrigatoriedade nem pré-requisito para o programa, no entanto, é visto como um diferencial.

 

Com relação a carga horária de trabalho, varia. Porém, uma Au Pair não trabalha mais de 30 horas por semana, o que não ultrapassa 8 horas por dia, 5 dias por semana. Ocasionalmente, poderão ocorrer alguns dias de folga durante a semana, de acordo com a rotina da família. É obrigatório, no entanto, ter pelo menos 1 final de semana completo de folga por mês.

 

A remuneração mensal parte de € 340,00 por mês, além da bolsa de estudos e acomodação e alimentação sem custos na casa da família.

 

Quais são as principais responsabilidades de uma Au Pair?

 

O primeiro pré-requisito para cumprir com excelência o seu período como Au Pair é gostar e se identificar com o cuidado de crianças. Além disso, caberá a Au Pair responsabilidades como preparar refeições, mergulhar em brincadeiras, atividades infantis, manter o quarto da criança limpo e organizado, levar e buscar a criança na escola e em suas atividades extracurriculares, auxiliar na lição de casa e coloca-la para dormir.

 

A experiência Au Pair tem tudo para ser encantadora e enriquecer a sua trajetória. Entre em contato com a Travelmate e viva essa experiência de trabalho e estudo na Holanda.

 

 

 

 

 

 

 

intercâmbio na América do Sul

Vantagens de intercâmbio na América do Sul

Postado por: Sirius/ 222 0

Vantagens de Vantagens de intercâmbio na América do Sul

Se um dia, alguém pedisse para você se imaginar fazendo intercâmbio, muito provavelmente você se imaginaria em algum destino não muito longe de países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia ou em algum dos encantadores países da Europa. Mas nem sempre é preciso ir tão longe assim para viver um intercâmbio memorável. Os países da América do Sul são (ou pelo menos deveriam ser) candidatos fortíssimos para a escolha do destino do seu intercâmbio.

É natural que os aspirantes a intercambistas mirem países que estão mais distantes, como aqueles anteriormente citados, que priorizem a língua inglesa para aprendizado e aperfeiçoamento, ou até mesmo tenham a percepção de que indo tão longe, enfrentarão desafios mais intensos e memoráveis.

 

Porém, naturalmente, temos certa dificuldade de nos voltarmos para o que está próximo de nós e que também possa vir a ser uma excelente opção para intercâmbios de curta, média ou longa duração. A América do Sul possui uma cultura e paisagens riquíssimas, e a capital da Argentina, Buenos Aires, é tão encantadora e efervescente que não perde para a maioria das cidades da Europa.

 

 

Além de poder conhecer lugares como Machu Picchu e Cusco no Peru, Buenos Aires, Patagônia e Ushuaia na Argentina, Santiago, Deserto do Atacama, Torres del Paine, Isla de Pascua e Marble Caves no Chile, Ilha Galápagos e Banõs no Equador, Salar de Uyuni e Green Lagoon na Bolívia, Los Roques na Venezuela, Cartagena e Guatapé na Colômbia, Punta del Este e Montevideo no Uruguai, você pode usufruir de pelo menos mais 3 belas vantagens:

 

– O espanhol é um dos idiomas mais importantes e mais falados no mundo;

 

– O nível de ensino na grande maioria das escolas de idiomas é equiparável com o nível dos cursos oferecidos na Europa;

 

– A economia, levando em consideração a cotação da moeda local destes países, pode te permitir certos luxos e passeios a mais. Portanto, há um excelente custo-benefício.

 

Outra vantagem de fazer da América do Sul o seu novo lar, é que você pode entrar em todos os países que fazem parte do Mercosul (Argentina, Paraguai, Uruguai) sem visto nem passaporte, desde que o período de permanência seja de até 3 meses. Se por acaso esse for o seu caso, apenas a sua carteira de identidade é suficiente. Portanto, além da passagem aérea ser mais barata, você economiza o gasto que teria se tivesse que fazer visto e passaporte e de quebra aproveita pra se divertir ainda mais.

 

Além disso, a América do Sul pode se revelar ainda mais interessante em termos de custo. É possível investir em excelentes cursos de espanhol em países como Argentina, Chile, Peru, Uruguai e Colômbia. Além disso, custos básicos que incluem estadia, alimentação e transporte saem mais em conta, visto que a moeda local destes países é menos valorizada que o real, e farão seu dinheiro render mais, se comparado com o dólar ou o euro.

 

Conheça e valorize o seu continente. Curta as lindas paisagens, desfrute da memorável gastronomia e viva as ricas culturas da com um intercâmbio na América do Sul. Conte com a Travelmate para explorar o que temos de melhor! Clique aqui e fale com a gente,