14

mar
2019

5 respostas para as grandes dúvidas de um intercâmbio

Postado por: Sirius/ 128 0

Imagem relacionada

 

A simples ideia de fazer um intercâmbio, de imediato, traz uma série de questionamentos que costumam deixar os aspirantes a intercambistas um tanto quanto ansiosos. De fato, a preparação para uma fase da vida tão relevante e de tamanha importância, envolve diretamente a tomada de uma série de decisões.

Para tomá-las de maneira certeira, é preciso explorar mais profundamente questões que à primeira vista parecem básicas, mas que fazem diferença para desenhar a sua trajetória fora do país com mais segurança, confiança e tranquilidade.

Para isso, o importante é você estar orientado e certo de que todas as questões mais importantes para um excelente intercâmbio tenham sido colocadas na mesa e você veja com clareza, qual é a sua verdadeira vontade e reais necessidades.  

 

O que se encaixa como um intercâmbio?

 

De forma geral, um intercâmbio tem como essência promover uma troca de culturas, ou seja, se você for sair do seu país nativo seja para estudar, trabalhar, estudar e trabalhar conjuntamente, fazer um voluntariado ou simplesmente imergir em uma viagem de turismo que lhe permita explorar diferentes hábitos, costumes, idiomas, pessoas e lugares, você está fazendo um intercâmbio.

Portanto, a principal diferença entre uma simples viagem de férias e um intercâmbio, é justamente a questão da imersão. Em suas férias, você está relaxado para explorar o lugar de destino e seus principais pontos turísticos, sem se preocupar profundamente com as demais questões que envolvem um verdadeiro intercâmbio: seu lugar de moradia, sua rotina, sua escola, seu trabalho, a necessidade do aprendizado da língua local e por aí vai. Um intercâmbio vai além.

 

Como é possível fazer um intercâmbio gastando pouco?

 

A questão financeira de um intercâmbio pode ser delicada para uma grande parcela da população, visto que viajar e se manter no exterior exige acima de tudo, planejamento. Sendo assim, essa é uma questão relevante e que impacta o tipo de intercâmbio que você vai ter e o local de destino que ele vai acontecer. Tenha em mente que acima de tudo, um intercâmbio é um investimento. Melhor do que isso, é perceber que o resultado desse investimento é tão precioso e único de pessoa para pessoa, que cada centavo despendido nessa empreitada, é absolutamente recompensador.

Para gastar menos, você tem algumas alternativas. Comece pela questão de sua hospedagem. Morar sozinho é sempre mais caro que dividir quarto com alguém ou morar em uma residência de estudantes, também em quartos compartilhados. Outra alternativa que costuma ser mais acessível, é opção de moradia em casas de famílias, que ainda permitem o convívio bastante próximo com hábitos e costumes locais.

 

A localização de sua moradia também é um ponto relevante no fim das contas. Aproveite que a grande maioria dos países no exterior oferecem um bom sistema de transporte, facilitando o acesso aos principais pontos da cidade e permitindo que você more um pouco mais afastado do centro, que costuma ser sempre mais caro, por ser mais concorrido.

Além disso, cozinhe em casa, caminhe o máximo que puder, evite gastos supérfluos e recorrentes como festas, jantares e viagens caras. Tudo isso fará parte do seu intercâmbio, mas para gastar pouco, você precisa usufruí-los com moderação.

 

Resultado de imagem para intercambio

 

 

Posso fazer um intercâmbio e ficar por lá?

 

Gostar muito do local em que está e não querer voltar na data estipulada para finalizar o seu intercâmbio não é muito difícil de acontecer. É sempre tão bom que muitos pensam seriamente nessa possibilidade. A questão é: pode ou não pode? De forma direta, sim, é possível, mas tem um porém. A dificuldade para ter êxito e cumprir essa vontade não é nada simples. O nível de dificuldade varia de país para país, mas sempre será necessário comprovar um motivo para a permanência, seja ele por trabalho ou estudo.

Alguns países possuem políticas de imigração menos rígidas e mais flexíveis, como por exemplo a Irlanda, Nova Zelândia, Canadá e Austrália. No entanto, em todo caso será necessário o entendimento completo da situação para superar esse obstáculo e seguir com a sua vontade.

 

 

Resultado de imagem para viagem idosos

 

Existem opções de intercâmbios para maiores de 30, 40 ou 60 anos?

 

Com exceção de cursos específicos para determinada idade, como por exemplo os intercâmbios teens voltados para adolescentes de até 17 anos, não existe restrição de idade alguma para fazer intercâmbio. Existem várias opções de programas que podem variar com relação ao tempo de duração assim como o perfil dos interessados em vivê-los. Os programas mais recorrentes para interessados maiores de 30 anos são os cursos de idiomas.

Por mais que a duração do curso varie de acordo com as intenções e necessidades de cada um dos intercambistas, normalmente estes cursos são um pouco mais curtos que os cursos de graduação, por exemplo. Neste caso, é importante que o interessado garanta estar matriculado em uma turma compatível com seu nível de fluência e tenha claro quais são as expectativas de cada programa.

 

 

Qual é o destino ideal para um intercâmbio?

 

A definição do destino de um intercâmbio provavelmente seja a mais interessante que um futuro intercambista tem para tomar. Sempre que nos imaginamos passando um tempo fora do Brasil, naturalmente imaginamos o cenário por trás disso tudo. No entanto, a resposta para essa pergunta é o bom e velho “depende”. Tudo depende da língua que você quer aprender, do custo de vida das suas opções e quanto você está disposto a gastar, do nível de rigor das estações mais extremas, como inverno e verão entre outros.

Os países mais procurados continuam sendo Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Irlanda e Estados Unidos. Na contramão, nada impede que você cogite opções menos em evidência que pareçam à primeira vista bastante exóticas, mas que merecem ser consideradas com toda a certeza. É o caso de destinos como Malta, África do Sul, países da América do Sul, Japão, Coréia do Sul, Dubai, Suíça e por aí vai.

No entanto, mesmo que você esteja determinado a escolher um certo país em evidência e que consequentemente tenha um custo de vida maior, a escolha pela cidade pode fazer bastante diferença no seu orçamento. Pense em suas possibilidades e compare.

 

Resultado de imagem para intercambio

 

 

Esses e outros questionamentos envolvendo um intercâmbio são comuns e o ideal é que você esteja munido de informações e orientado da melhor forma possível, a fim de estar seguro na hora de tomar as decisões mais importantes e ter uma experiência perfeita.

 

Conte com a Travelmate para desenhar o melhor plano para o seu intercâmbio. Clique aqui e fale com um de nossos consultores!

 

s!

Administrator

Deixe o seu comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, digite seu nome
Por favor, digite o seu e-mail
Por favor, digite um e-mail válido