Categoria: Turismo

mochilão-pela-América-do-Sul-750x400

Os destinos que não podem faltar no seu mochilão para América do Sul

Postado por: Sirius/ 87 0
A América do Sul esconde jóias que quando descobertas, impressionam até aos viajantes mais experientes. Ao total, são 12 países que a compõem essa porção continental: Brasil, o maior deles, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, além da Guiana Francesa.

O território do continente possui grandes vazios demográficos, como por exemplo o deserto do Atacama, a Patagônia, e até mesmo a região da Amazônia, no Brasil. São estes vazios muitas vezes, os responsáveis pela particular beleza encontrada na América do Sul. Portanto, unindo estes grandes pedaços de terra  parcialmente inabitados com as belezas das grandes cidades é a combinação perfeita que faz da América do Sul um lugar especial.

Confira os destinos imperdíveis para quem se decidiu por um mochilão ou até mesmo um intercâmbio em algum país da América do Sul.

Argentina

Começando pelos hermanos, indiscutivelmente a Argentina é um país rico em cultura e lugares de extrema beleza natural ou construída, a exemplo de sua capital Buenos Aires, que de forma alguma pode ficar de fora da lista de quem vai visitar o país. Portanto, na Argentina, não deixe de ver:

– Buenos Aires

– Patagônia

– Bariloche

– Mendoza

 

Mochilão América do Sul

 

Os três últimos destinos serão melhor aproveitados em épocas de frio, de preferência frios mais extremos. Se a ideia é unir neve, degustação de excelentes vinhos e esportes radicais como esquiar na neve, você estará bem amparado.

Chile

O deserto do Atacama, uma das jóias do país, é uma atração para turistas de todas as partes do mundo. Além do Atacama, você não pode deixar de conhecer de perto o Parque Nacional Torres del Paine: um dos redutos naturais mais preservados do mundo que te faz sentir em meio à uma imensidão natural incrivelmente bela.

Uma vez no Chile, não há como deixar de visitar a capital Santiago. Assim, a lista fecha com:

– Deserto do Atacama

– Parque Nacional Torres del Paine

– Santiago

Mochilão América do Sul

Peru

O imperdível do Peru é Machu Picchu. Lugar nenhum do país se iguala com a importância e curiosidade que pairam sobre este magnífico Patrimônio da Humanidade declarado pela UNESCO. Além de Machu Picchu, a cidade que dá acesso se chama Cusco, e também merece uma visita com calma. Se você se interessa por história, Cusco vai ser uma aula que lhe mostrará de perto a cultura dos incas, prédios coloniais e ruínas dispersas por diversos pontos da cidade.

Já Lima, é interessante caso você deseje conhecer a capital do país e queira saborear com mais intensidade a culinária peruana. Finalizamos assim:

– Machu Picchu

– Cusco

– Lima

Mochilão América do Sul

 

Colômbia

Em razão de investidas governamentais no âmbito do desenvolvimento urbano do país, cidades como Medellín e Bogotá se tornaram exemplos de atitudes bem sucedidas em favor do bem-estar de sua população. Medellín, deixou de ser uma cidade notoriamente conhecida como violenta para se tornar um exemplo mundial de transformação urbana e social, com soluções criativas e inclusivas. Vale a pena ver isso de perto.

Se tratando de paraísos naturais, a Colômbia também não fica para trás. Cartagena e Ilha de San Andrés  são espetáculos à parte. Portanto, anote:

– Medellín

– Bogotá

– Cartagena

– Ilha de San Andrés

Mochilão América do Sul

Equador

Quito, a capital, e Cuenca, com o centro histórico mais charmoso do país, são preciosidades que merecem a visita. Para não sermos injustos, é preciso citar também o centro histórico de Quito, o maior de todas as Américas e também eleito Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Para fechar a viagem, conheça de perto o arquipélago de Galápagos, um paraíso para os amantes da natureza.

– Quito

– Cuenca

– Arquipélago de Galápagos

Mochilão América do Sul

Bolívia

No sudoeste da Bolívia, se encontra o maior e mais alto deserto de sal do mundo. O local é espetacular por dar a impressão de ser um mar branco espelhado, com uma sensação de infinito onde nossa visão não consegue alcançar o final do horizonte. No verão, o período é de chuva, e você terá a sorte de encontrá-lo alagado. Se isso acontecer, o espetáculo será absolutamente inesquecível.

– Salar de Uyuni

Mochilão América do Sul

Uruguai

A famosa e badalada praia de Punta del Este deve estar presente na sua lista caso um dia você chegue ao Uruguai. A pouca distância, está a Praia de Punta Ballena, reconhecida por ser palco de um pôr-do-sol indescritível. Ainda, a charmosa Montevidéu com sua “Ciudad Vieja” é um convite para você se perder em meio de suas ruelas e prédios históricos.

– Montevidéu

– Punta del Este

– Punta Ballena

Mochilão América do Sul

A América do Sul merece ser incansavelmente explorada. Conte com a Travelmate para realizar essa grande viagem e marcante experiência na sua vida. Clique aqui e fale com um de nossos consultores!

Como definir a duração ideal do seu intercâmbio?

Como definir a duração ideal do seu intercâmbio?

Postado por: Sirius/ 141 4
Como definir a duração ideal do seu intercâmbio?

Os programas para intercâmbio oferecidos atualmente são bastante variados. Para definir o tempo ideal do seu intercâmbio, a melhor maneira de começar é ter em mente qual é o objetivo principal a ser alcançado com um passo tão marcante e relevante na sua trajetória de vida, que é o seu intercâmbio. Portanto, ter uma meta traçada facilita a sua conclusão sobre qual é o período ideal para o seu intercâmbio.

 

Na maioria dos casos, a questão vai depender principalmente de dois fatores: o curso que você irá realizar (curso de língua, curso universitário ou curso técnico) assim como a fluência que você deseja alcançar na língua estrangeira.

 

Além do curso e da fluência almejada, é preciso levar em consideração outros fatores importantes, como o seu momento de vida, seus projetos atuais e futuros, o orçamento disponível, e claro, o país que você deseja viver essa experiência toda.

 

Reflita sobre questões como:

 

– O que você vai estudar e quais são as condições para isso?

– Qual é o seu nível de conhecimento no idioma e qual é o nível que você pretende alcançar?

– Qual é o objetivo do seu intercâmbio?

– Qual é a sua disponibilidade e comprometimento para se dedicar ao curso ou ao trabalho que você vai exercer?

 

Para aqueles que desejam estudar e trabalhar ao mesmo tempo, é importante ter em mente que normalmente, o intercâmbio terá uma duração mínima de 3 meses. Se o seu objetivo for apenas estudar e se aprofundar em uma língua estrangeira, é possível começar com cursos intensivos de 2 semanas por exemplo. Se você estiver em um nível de iniciante ou intermediário, o período aconselhável para um resultado satisfatório é de seis a nove meses. Esse tempo é suficiente para garantir a assimilação e familiaridade com a língua estrangeira.

 

Se o seu objetivo é, além de aprender uma nova língua, estudar um período da graduação ou cursar uma parte do ensino médio no exterior, o ideal é que a permanência seja de 6 meses a 1 ano, permitindo que você conclua, no mínimo, um semestre escolar no exterior.

 

Seja qual for o tempo de duração ideal do seu intercâmbio, o esforço e dedicação tem um grande peso para a intensidade do seu intercâmbio e para o seu aprendizado final, seja ele acadêmico, profissional ou pessoal. O conselho que você não pode deixar de considerar é sempre buscar otimizar os momentos em sala de aula, os momentos em que você está tentando construir frases, contar histórias, fazer perguntas, assim como os momentos em que você estiver vivendo algo totalmente diferente do que já vivenciou antes. Viver intensamente e prestar atenção em cada um desses momentos fará com que o seu intercâmbio seja transformador para a sua vida.

 

Consultar um especialista em intercâmbio é fundamental para quem deseja tomar decisões acertadas e compatíveis com o seu momento de vida. A Travelmate conta com os melhores profissionais para te guiar nesta trajetória, do começo ao fim do seu intercâmbio. Clique aqui e fale com um de nossos consultores.

 

 

 

 

 

 

 

MALA MALA INTERCAMBIO

5 itens indispensáveis para a mala (e vida) de um intercambista

Postado por: Sirius/ 156 0
Independente se a duração do seu intercâmbio for de 1, 6 ou 12 meses, fazer a mala não costuma ser tarefa fácil. Não está sozinho quem pensa que 2 malas de 23kg ou até mesmo 2 de 32kg não são o bastante para levar tudo o que precisamos (ou pelo menos achamos que precisamos). O momento de fazer as malas já marca o início do seu intercâmbio e nós vamos te ajudar a não esquecer do primordial.

 

Os itens essenciais podem variar de acordo com o destino do seu intercâmbio, como por exemplo, se o país escolhido for muito frio ou muito quente. Considerando que o Brasil é um país de clima tropical, e portanto, raramente é atingido por temperaturas negativas, na Europa, Estados Unidos ou Canadá, essa situação é bastante comum. É por isso que aqui vale uma atenção. Vá prevenido! Se no país do seu intercâmbio estiver fazendo muito frio na hora que você for chegar, contrariamente ao que muitos pensam, você não precisa se encher de roupa até ficar praticamente imóvel pra se proteger do frio. É por isso que aí vai a primeira dica:

 

  1. Leve roupa térmica

Acredite, roupas térmicas são as responsáveis por deixar você confortável na hora do contato com o frio extremo. Além disso, elas permitem que você não fique refém de vestir tantas peças que prejudiquem inclusive a sua locomoção. Geralmente, é satisfatório o uso de calça e blusa térmica como segunda pele e apenas alguma peça mais grossa por cima. E mesmo que você não vá para morar em um país tão frio, é provável que você faça viagens que peçam roupas térmicas. Seja comprando a roupa térmica aqui no Brasil ou lá no exterior, não deixe que o frio te pegue de surpresa.

 

  1. Adaptadores

Às vezes, a falta deles pode acarretar em uma desagradável surpresa. Não é sempre que sabemos detalhes do país que estamos indo viajar, como o modelo da tomada utilizado por lá. Porém, ter essa informação facilita. Dessa forma, você já pode levar daqui o adaptador ideal para cada tipo de caso.

 

  1. Remédios regulares

Algumas pessoas fazem uso de medicamentos de forma regular. Esquecê-los não é muito bacana quando você está em um país estrangeiro que muito provavelmente não oferece o mesmo medicamento que você está acostumado, seja pela fórmula, laboratório ou dosagem. Além disso, o preço de remédios no exterior, principalmente na Europa, costumam ser mais caros. Essa questão, no entanto, precisa ser melhor verificada com a companhia aérea, que pode ser a melhor alternativa para indicar a quantidade que pode ser transportada por você.

 

  1. Mochila ou mala pequena para viagens curtas

Durante o intercâmbio, você vai fazer não só uma como várias viagens para lugares próximos de curta duração. Às vezes o destino não será tão próximo assim, mas a demanda por bagagem será pequena. A tendência, durante o seu intercâmbio, é que você desapegue de itens materiais e passe a levar com você cada vez menos itens e peças de roupas. Além disso, levar sempre uma mala de bordo, possibilita os voos low cost. Você vai acabar se apaixonando por essa modalidade de viagem, que no exterior é bastante comum. Ela permite que você voe barato (às vezes tão barato que você quase nem acredita) levando apenas uma bagagem de mão.

 

  1. Kit de segurança

Você deve planejar o seu kit de segurança antes mesmo da viagem começar. É imprescindível que você proteja a sua mala de alguma forma, seja lacrando ou com cadeado. Jamais guarde itens de valor em bolsos externos sem proteção. Caso contrário, infelizmente, não estranhe se eles sumirem. Os cadeados, ainda são importantes e bastante úteis até mesmo depois de você aterrissar e a sua viagem terminar. Eles serão fundamentais para você proteger os seus pertences se você estiver se hospedando em algum hostel, por exemplo, onde a rotatividade e circulação de pessoas é bastante intensa.

 

Por fim, o conselho é obvio mas não custa reforçar: cheque quantas vezes forem necessárias para garantir que você não se esqueceu do seu passaporte, da sua passagem, do visto e de qualquer documento burocrático exigido para a sua entrada no país estrangeiro. No mais, é curtir a sua viagem e garantir que o importante está junto com você!

 

Conte com a Travelmate para escolher o melhor pacote para o seu intercâmbio e voar quando quiser!

Cidade do Porto

Como é morar na Cidade do Porto?

Postado por: Sirius/ 187 0
Como é morar na Cidade do Porto?

 

Se o seu interesse de intercâmbio é movido pela vontade de estudar em boas instituições, Portugal com certeza está dentre as opções mais acertadas. O país possui vibrantes cidades universitárias como Lisboa, Coimbra e Porto. Esta última é bastante conhecida por reunir diversos fatores atrativos tanto para quem busca diversão e lazer, quanto para quem está interessado em estudo e aprendizado. Além de excelentes instituições de ensino, a Cidade do Porto é reconhecida como um destino e tanto por sua faixa litorânea, por sua arquitetura moderna e tradicional, por seu centro histórico que hoje é Patrimônio Mundial da UNESCO, por suas paisagens, vinhos e culinária.

 

Os cidadãos de lá levam uma vida simples, como acontece na maioria das cidades da Europa, mas com muita qualidade. Como os encantos da cidade são extensos, listamos os principais que você não pode deixar de conhecer.

 

Cidade do Porto

 

Ribeira

Localizada às margens do Rio Douro, no coração do tão falado Centro Histórico da cidade, a Ribeira do Porto foi considerada Patrimônio Histórico pela UNESCO. Na Ribeira, merecem destaque o Palácio da Bolsa, a Praça da Ribeira (também conhecida como Praça do Cubo), a Rua da Fonte Taurina, uma das mais antigas da cidade, o Muro dos Bacalhoeiros e a Casa do Infante, onde acredita-se que tenha nascido o Infante D. Henrique, em 1394.

Rio Douro

É  o segundo maior rio de Portugal sendo navegável ao longo de toda a sua extensão. É possível fazer passeios de barco e apreciar a vista da linda cidade do Porto de outro ângulo. Diversas empresas hoje oferecem esse passeio, aproveite!

 

Estação Ferroviária de São Bento

Considerada uma das mais belas estações ferroviárias da Europa, a Estação de São Bento foi inaugurada em 1916 e é especial por apresentar elementos que caracterizam Portugal, como a presença de azulejos pintados de azul, tipicamente português. A arquitetura é linda, com influência francesa. Vale a pena marcar uma viagem e embarcar nessa estação.  

 

Catedral da Sé

Próxima à Estação de São Bento, encontra-se a Catedral da Sé, um edifício belíssimo de estrutura romano-gótica, típica do século XII e XII.

Torre dos Clérigos e Arredores

Por conta da vista de tirar o fôlego, a Torre dos Clérigos é um dos principais pontos turísticos da cidade. A torre faz parte da estrutura da Igreja dos Clérigos, e foi construída por volta de 1750 a 1760.

 

Avenida dos Aliados

É a Avenida mais importante da cidade, que reúne importantes lojas, muito charme, história, e atrai milhares de pessoas diariamente. A Avenida dos Aliados é o retrato da sociedade burguesa do século XIX, e no passado, concentrava as principais sedes bancárias do país e diversas instituições financeiras do governo. Por mais que a ocupação de diversos edifícios tenha sido modificada, a maioria deles continua lá, de pé. Por isso, caminhar pela Avenida sem nenhuma pressa é definitivamente uma decisão mais que acertada.

 

Casa da Música

Um dos símbolos da arquitetura moderna é a principal sala de concertos do Porto e uma das mais importantes do país. O edifício foi projetado pelo arquiteto Rem Koolhaas, fazendo parte do evento “Porto Capital Europeia da Cultura, em 2001.

 

Francesinha

Para finalizar, uma atração da cidade de dar agua na boca. A Francesinha é um prato típico que surgiu na cidade do Porto. A sua criação foi inspirada em dois clássicos franceses, o croque-madame e croque-monsieur. Ao ser adaptado ao paladar português, foi criado o famoso molho levemente apimentado que vai por cima do sanduíche feito com dois pães de forma grossos, recheado com bife bovino, linguiça, salsicha fresca,  fiambre e queijo. Por cima, o molho quente levemente apimentado à base de tomate, cerveja preta e claro, vinho do porto. Costuma-se ainda finalizar com ovo estrelado por cima e servir com batata frita. Delicioso!

 

Conte com a Travelmate para viver essa incrível experiência. Clique aqui e fale com um de nossos consultores.

PORTUGAL

Vantagens de estudar em Portugal

Postado por: Sirius/ 371 2
Só a vantagem de ter o mesmo idioma falado em um país europeu já daria a Portugal a fama de ser um dos países preferidos de estudantes brasileiros para fazer intercâmbio. Somado a isso, o clima do país é ameno, a culinária é irresistível e as paisagens, encantadoras.

 

Além disso, não faltam Universidades de tradição e excelência para aqueles que estão em busca de um período de estudos com muita qualidade. Um outro ponto positivo a favor de Portugal com relação à estudos é a facilidade de ingressar nas Universidades portuguesas. O processo de admissão é mais simples que outros países estrangeiros pois desde 2014, é possível ingressar em uma graduação em instituições de ensino portuguesas com as notas do ENEM. É importante lembrar que cada uma trabalha com diferentes processos de admissão, especificando, por exemplo, notas mínimas, pesos e número de vagas disponíveis.

 

Levando em consideração a posição geográfica do país, morar em Portugal também permite um fácil deslocamento para diferentes países da Europa. Assim, fica fácil (e muitas vezes surpreendentemente acessível) viajar para conhecer outras regiões da Europa, graças ao livre trânsito praticado na União Europeia. Além do mais, o país é pequeno. Saindo de Porto ou Lisboa, você pode pegar uma praia em no máximo 30 minutos, e se sobrarem alguns dias livres, aproveite: é possível visitar qualquer cidade do país, inclusive alguns países vizinhos, em um bate-volta de trem ou de carro.

 

Se tratando de viagens para cidades portuguesas, Lisboa, Porto, Algarve e Sintra são destinos imperdíveis e os mais requisitados para passar o verão.

 

Não se convenceu? Então aí vai uma outra vantagem das grandes: É barato viver em Portugal. Não apenas o custo de vida que envolve moradia e transporte tem um custo bastante acessível, mas você também terá de se esforçar para resistir aos preços baixos de roupas, passeios e restaurantes.

 

 

Mesmo que não seja necessário ser proficiente em uma outra língua para estudar em Portugal, você terá de se acostumar com o sotaque carregado dos portugueses, o que também não deixa de ser uma experiência enriquecedora. Porém, tenha em conta que o país está muito próximo à Espanha, e nada impede de você separar um tempinho pra tentar alavancar o seu espanhol.

 

A Travelmate, além de dar toda a assistência necessária para os preparativos da sua viagem à Portugal, possui uma unidade própria localizada na cidade de Porto. Este é um diferencial que proporciona inúmeras comodidades ao intercambista, pois oferece suporte direto, recepciona e auxilia no dia a dia.

 

Dentre as vantagens oferecidas em nossos pacotes, inclui-se assessoria para colocação Universitária na região de Porto e suporte na hora da chegada na cidade, no Pacote Premium Porto. Caso você necessite apenas de um ou de outro, a Travelmate oferece os dois itens separados. Você pode optar apenas pela assessoria de colocação universitária – que pode acontecer para qualquer cidade de Portugal – ou optar apenas pelo suporte de chegada em Porto. Esta opção é atrativa pois existem inúmeros estudantes que fazem os seus processos de intercâmbio por conta própria, mas precisam de um suporte local no momento de chegada na cidade de Porto.

 

Conte com a Travelmate para realizar o intercâmbio dos seus sonhos! Clique aqui e fale com a gente.

 

 

3 decisões importantes antes de morar no exterior

Postado por: Tatiana Serbena/ 665 0

Desde a intenção até efetivamente aterrissar no país estrangeiro, o até então aspirante a intercambista precisa encarar um processo trabalhoso e exigente, não se pode negar. Caso você não se organize bem, todo esse período prévio pode se tornar um fator prejudicial ao seu dia a dia, visto que há inúmeras decisões a serem tomadas e pontos que demandam organização e responsabilidade.

Afinal, você precisa escolher o seu lugar de destino, estar certo da Universidade ou da escola que for fazer o curso, da forma de acomodação, organizar toda a documentação, fazer exames e se preparar para partir.

3 decisões importantes antes de morar no exterior

O auxílio de uma agência de intercâmbio com a expertise da Travelmate é essencial para fazer você passar por essa etapa da maneira mais leve e simples possível, pois afinal, esse esforço conjunto é extremamente recompensador.

No entanto, para fazer esse projeto de vida dar certo, você precisa estar empenhado e disposto para colocar em prática os passos descritos a seguir.

morar no exterior
Morar no exterior
  1. Qual é o seu projeto?

 

Esse, na verdade, é o primeiro questionamento que você deve fazer a si mesmo caso você tenha o sonho de realizar um intercâmbio. Portanto, reflita e pondere o que gostaria de estudar ou trabalhar no exterior, pois é o estudo ou o trabalho que ocuparão a maior parte do seu tempo lá fora. Além do mais, ficará marcado e registrado para o resto da sua vida o curso que você fez ou o trabalho que realizou, e é bastante importante que você goste e se orgulhe dele. A sua ocupação lá fora deixará algum legado, e está nas suas mãos transformá-lo em um legado positivo e memorável.

 

  1. Que idioma você gostaria de praticar?

 

O fator idioma é muito relevante para qualquer intercâmbio. Geralmente, quem está prestes a morar no exterior possui um conhecimento prévio da língua oficial do país de destino, o que é extremamente recomendável. Muitas escolas exigem uma comprovação de domínio em diferentes níveis, mas quanto mais você souber se virar, mais rápido pode tornar a ser o seu aprendizado. O idioma, possivelmente, seja o campo de aprendizado que se desenvolve mais naturalmente. Por questões de necessidade e não somente dedicação de estudo, você acaba aprendendo e falando naturalmente, simplesmente pelo convívio e contato diário. Eis um dos maiores legados de um intercâmbio.

 

  1. Organize-se financeiramente

 

Morar fora exige diversos campos de planejamento. Um dos mais importantes, é o planejamento financeiro. O modelo de hospedagem e o valor do curso são os dois fatores que concentram as maiores despesas do seu intercâmbio, mas você realiza o pagamento desses itens antes de sair do Brasil. Portanto, é importante pensar não só nos gastos prévios a viagem, mas também os extras que serão realizados durante seu intercâmbio. Gastos excessivos costumam se concentrar na sua chegada. É neste período que você realiza compra de itens para a viagem, como aparelhos eletrônicos, itens essenciais para casa e estudo, e ainda se empolga com aparelhos eletrônicos, roupas, livros, restaurantes e tudo que possa atrair a sua atenção. Portanto, tome cuidado e leve em consideração para não sair por aí torrando um dinheiro que você vai precisar mais tarde. Considere ter uma quantia guardada para alguma emergência. Porém, um orçamento apertado não deve ser um fator limitante, pois existem diversas formas alternativas que podem viabilizar a sua viagem e você pode contar com uma agência de intercâmbio para te auxiliar na melhor escolha.

 

Uma vez ciente de que esses questionamentos são fundamentais para morar no exterior, você está mais preparado para embasar suas decisões e partir rumo ao momento mais marcante da sua vida. Conte com a Travelmate e embarque nessa!

10 motivos para estudar fora

Postado por: Tatiana Serbena/ 1247 1
Há mil e um motivos para você fazer intercâmbio e estudar fora.

Existem aqueles motivos que são mais explícitos e diretos, como aprender (geralmente de forma fluente) um novo idioma, pois a prática acontece a todo instante. Por outro lado, existem alguns outros motivos que geram mudanças mais implícitas, que provavelmente surtirão efeitos que apenas você os conheça. Pode ser que você os perceba enquanto ainda vive por lá, ou só os sinta quando você estiver de volta ao seu país de origem. São mudanças não palpáveis e diretas que trabalharão o seu lado mais humano, de amadurecimento pra lidar com os desafios, flexibilidade pra aceitar encará-los e tolerância para conviver com as diferenças.

 

10 motivos para estudar fora

 

Os atrativos e ganhos de estudar fora não param por aí, confira os 15 motivos principais e benefícios que essa escolha pode trazer na sua vida:

 

  1. Experiência de vida em um outro país

Viver como um cidadão em um país estrangeiro é completamente diferente de passar um tempo no exterior como turista. Você só sentirá isso, vivendo.

 

  1. Conhecer e aprender novas culturas e idiomas

Aprender uma nova língua é um dos principais motivos que impulsionam a escolha por um intercâmbio. Mas tão bom quanto, é aprender, conviver e mergulhar em uma nova cultura. É enriquecedor.

 

  1. Conviver com a diversidade faz crescer

É bom para a criatividade e para o seu desenvolvimento pessoal, pois a diversidade estimula novos pensamentos, novas opiniões e novos conhecimentos.

 

  1. A intensidade de um intercâmbio proporciona fazer amigos para a vida toda

A intensidade com que tudo acontece durante um intercâmbio acaba servindo principalmente para os seus relacionamentos. As pessoas que passam pelo seu caminho durante essa trajetória irão definitivamente marcar a sua vida.

 

  1. Descobrir e experimentar uma explosão de sabores com comidas típicas que você não está acostumado a experimentar

Nada como experimentar comidas típicas que tem a sua melhor versão no seu lugar de origem.

 

  1. Estudar e aprender de uma forma diferente e com um novo olhar

Os benefícios e legados de conviver com a diversidade entram em cena novamente para desenvolver a sua maneira de estudar e viver a vida.

 

  1. Ganhar independência

Por mais que você faça um milhão de amigos, a essência de estudar fora é encarar tudo o que vem pela frente, sozinho. É assim que vai resolver a maioria dos seus problemas: sozinho, e cada vez mais confiante.

 

  1. Desenvolver o autoconhecimento e autossuficiência

Os momentos que você passa a sós com você mesmo e as dificuldades que te fazem crescer, consequentemente vão te aproximar de você mesmo e farão você se conhecer cada vez mais.

 

  1. A possibilidade de se tornar mais aventureiro e espontâneo é muito grande

Geralmente em um intercâmbio somos mais soltos e mergulhamos de forma intensa nos momentos que sabemos que serão marcantes. Você tem tudo para desenvolver o seu lado aventureiro.

 

  1. Aprender a apreciar as pequenas coisas

A sua casa de repente se torna o lugar mais seguro do mundo e sua família, o seu porto seguro. Toda essa experiência nova, intensa e fascinante, de alguma forma faz você entender o quanto pequenos momentos com eles e pequenas atitudes de amor fazem toda diferença.

 

Para seguir esse sonho de fazer intercâmbio e estudar fora, entre em contato com a Travelmate. Se redescubra!

5 lugares que você precisa ver para crer

Postado por: Tatiana Serbena/ 846 0

O mundo está recheado de lugares incríveis, e abaixo, estão listados 5 deles que são tão inacreditáveis que você precisa ver para crer.

 

Zhangye Danxia Landform, Gansu, China

É normal que você nunca tenha ouvido falar neste lugar, mesmo ele reunindo todas as condições dignas de um verdadeiro ponto turístico da humanidade. Parece mentira, mas as montanhas multicoloridas do Parque Geológico Nacional  Zhangye Danxia, na China, parece uma imensa pintura à céu aberto. As cores são fruto de milhões e milhões de anos de ação geológica. Cada vez mais pessoas querem ver de perto esta espetacular obra da natureza e por isso a infraestrutura do local vem aumentando. Passarelas e estradas estão sendo construídas por entre as montanhas para dar mais suporte à exploração desta inacreditável obra prima natural. Afinal, tem que ver para crer.

Mendenhall Ice Caves, Juneau, Alaska

O Alaska é marcado por paisagens remotas e selvagens do planeta, com uma diversidade de elementos naturais como lagoas, vulcões, montanhas, florestas e claro: os famosos glaciares. O vale do Mendenhall, na capital do Alaska se divide em duas partes, leste e oeste, que são separadas pelo lago Mendenhall. É nesta parte do Alaska, próximo de Juneau que se encontra este incrível glaciar, com mais de 19 quilômetros de extensão.

“Mar de estrelas”, Ilhas Maldivas

O fenômeno da bioluminescência conhecido como “mar de estrelas” é um espetáculo único no mundo e embora pareça surreal, é possível ser visto com certa frequência, principalmente na Ilha de Vaadhoo, nas Ilhas Maldivas. A explicação para este fenômeno é simples: certo tipo de plâncton emite luz sob determinadas circunstâncias e faz nascer um espetáculo de luzes e cores no mar. Além de Vaadhoo, as praias de Mudhoo e as ilhas Rangali são perfeitas para vivenciar este momento de perto. Opte pelos períodos de julho a fevereiro, as chances de ver o mar brilhando são maiores.

Salar de Uyuni, Bolívia

O maior deserto de sal do mundo além de lindo, é no mínimo curioso. Essa planície de sal formou-se devido à um lento processo que basicamente aconteceu pela evaporação da água dos lagos que existiam nessa região. A paisagem que hoje se vê, se assemelha a um mar branco sem fim que às vezes é tão forte que fica difícil enxergar. Nas épocas chuvosas do ano, o deserto passa do seco, para o alagado, e é neste período que o verdadeiro espetáculo se inicia. O plano se converte em um verdadeiro espelho que reflete céu, nuvens e estrelas.

Trolltunga, Noruega

Trolltunga está situado a 1100 metros acima do nível do mar, pairando a 700 metros de distância acima do lago Ringedalsvatnet e é um dos mais espetaculares “cliffs” da Noruega. A caminhada é longa e aproximadamente 1000 metros devem ser vencidos para você conseguir chegar no topo. Mas garante-se que vale a pena: a vista lá de cima é de tirar o fôlego.

Fale com a Travelmate para conhecer pacotes atrativos e viver momentos inesquecíveis na sua vida!

Os 10 países mais visitados do mundo

Postado por: Tatiana Serbena/ 1018 0

Os 10 países mais visitados do mundo fazem jus à fama. De França à Rússia, os 10 destinos mais procurados do globo estão repletos de marcos históricos, edifícios singulares, paisagens exuberantes e uma culinária de deixar qualquer um com gosto de quero mais. A lista foi divulgada pela UNWTO World Tourism Organization 2015 e abre com um país muito conhecido mundialmente pela presença de uma cidade mais que emblemática, romântica e histórica: Paris.

países mais visitados do mundo

 

França: Em primeiríssimo lugar, a casa da “cidade da luz” atrai apaixonados e ávidos por cultura. Além de ser a capital da França e seu destino número 1, Paris é praticamente indescritível. O motivo? A começar por sua relevância histórica, a cidade foi por muito tempo o centro das atenções no que se refere à arte, cultura, moda e gastronomia. Seja pela cultura dos cafés, por conhecer os detalhes da Notre Dame, pelo romantismo dos passeios à beira do Sena, pela sensação de estar aos pés da Torre Eiffel ou por ver de perto a grandeza do museu mais importante do mundo, o Louvre, a capital francesa revela mil e um motivos para ser vista de perto pelo menos uma vez.

Mas não só de Paris é feita a fama da França. O país abriga diversos destinos atrativos que instigam o nosso imaginário com sua culinária, vinhos refinados, paisagens históricas e muita história na bagagem. Anualmente, o país recebe em torno de 84.5 milhões de viajantes que se distribuem entre Paris, Côte D’Azur, Lyon, Bordeaux, Giverny (onde fica o museu de Claude Monet e o famoso jardim retratado em várias de suas pinturas) e muitos outros destinos espetaculares franceses.

 

Estados Unidos: Uma disputa acirrada deixa os EUA em segundo lugar entre os países mais procurados para o turismo como também para o intercâmbio (perde para o Canadá). O país recebe cerca de 70 milhões de visitantes por ano, ansiosos por usufruir das características singulares que marcam cidades como Nova York, Miami, Chicago, Orlando e muitas outras mais.

 

Espanha: Cidades como Madrid, Barcelona e Bilbao com certeza impulsionam a Espanha para o terceiro lugar desta lista. Os atrativos do país ibérico justificam os 68 milhões de turistas recebidos anualmente não só por monumentos de tamanha relevância mundial como a Catedral Sagrada Família ao Museu Guggenheim Bilbao como também por suas cidades históricas, praias e ilhas paradisíacas.

 

China: Com uma história milenar, a China não poderia deixar de despertar a curiosidade de viajantes que buscam por paisagens diferentes do comum e uma cultura própria. A China é o maior país da Ásia e o lar de 1/5 da população mundial. Cidades como Hong Kong, Pequim, Tibete, Guilin e Xangai encabeçam as prioridades da maioria que visita a China.

 

Itália: Um país tão rico, emblemático e histórico não poderia ficar de fora do top 5. Anualmente, a Itália recebe por volta de 50 milhões de turistas que sonham em sentar em uma cantina italiana e degustar da mais perfeita “pasta” com um bom vinho. Você pode escolher entre Roma, a capital da República e a sede do Papado; Milão, a capital italiana da moda; Turim, a primeira capital da Itália; Verona, a casa de Romeu e Julieta; Veneza, a cidade dos apaixonados; Florença, o berço do Renascimento Italiano; Bolonha, a cidade que nos trouxe a famosa “lasanha a bolonhesa” ou escolher todos eles juntos e se banhar na história e cultura deste país que tanto contribuiu para a humanidade.

Do sexto ao décimo, temos: Turquia, Alemanha, Reino Unido, México e Rússia. Caso você tenha ficado curioso por conhecer os próximos 10 desta lista, aí vai: Tailândia, Austria, Malasia, Grécia, Japão, Arábia Saudita, Canadá, Polônia, Holanda e Coréia.

 

Fale com a Travelmate para começar a viagem dos seus sonhos agora mesmo!