Passaportes mais poderosos do mundo: eles existem!

Postado por: Sirius/ 870 0

Sabe aquela história de que um passaporte pode ser “melhor” que o outro? Na verdade, não podemos dizer que um é melhor ou pior, mas já é possível saber qual é o mais poderoso. Segundo o estudo desenvolvido pelo Henley Passport Index, e feito periodicamente, Japão e Cingapura estão no topo da lista e têm os passaportes mais poderosos do mundo. O documento japonês e o cingapuriano são aceitos em 189 países sem a necessidade de visto.

O “poder” de cada passaporte é medido de acordo com o número de países em que o titular pode viajar sem a necessidade de visto ou pode conseguir permissão de entrada ao desembarcar no país visitado. O levantamento de passaportes mais poderosos da Henley & Partners é feito com base em dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo.

Em segundo lugar na lista dos passaportes mais poderosos está a Finlândia, Alemanha e Coreia do Sul, que permitem aos seus cidadãos entrarem em 187 países sem a necessidade visto. As cidades são seguidas da Dinamarca, Itália e Luxemburgo, que possibilitam a entrada em 186 países. 

Já o Brasil aparece em 18º lugar no ranking dos passaportes mais poderosos, permitindo aos brasileiros entrarem em 169 nações. O passaporte brasileiro caiu duas posições. A queda ocorreu devido a necessidade dos brasileiros precisarem de um visto eletrônico para entrar na Nova Zelândia

Veja quais são os passaportes mais poderosos do mundo:

1 – Japão e Cingapura

2 – Finlândia, Alemanha e Coreia do Sul

3 – Dinamarca, Itália e Luxemburgo

4 – França, Espanha e Suécia

5 – Áustria, Portugal, Holanda e Suíça

6 – Bélgica, Canadá, Grécia, Irlanda, Dinamarca, Reino Unido e EUA

7 – Malta

8 – República Tcheca

9 – Islândia, Nova Zelândia, Austrália e Lituânia

10 – Letônia, Eslovênia e Eslováquia

18 – Brasil

Por que os passaportes têm cores diferentes?

 

Essa também é uma dúvida recorrente de quem viaja. Você sabia que as cores do passaporte tem uma ligação com a identidade nacional do país e também pode refletir as características da origem de cada nação? Existem apenas quatro cores de passaporte primárias no mundo, e cada país tem suas próprias razões para escolher uma destas cores para a capa.

Os passaportes vermelhos, por exemplo, estão entre os mais comuns e têm uma conotação política forte, já que a cor é usada normalmente por países que tiveram um histórico de sistema comunista. 

A capa azul é a mais utilizada na maioria dos países do continente americano. Ela está ligada ao conceito de “novo mundo”. Países como o Canadá, Brasil, Argentina e Uruguai utilizam o passaporte azul. Em 1976, os Estados Unidos também adotaram a coloração azul.

Já o passaporte de capa verde é comum entre os países muçulmanos, como Marrocos, Arábia Saudita e Paquistão. Acredita-se que a cor verde era a favorita do profeta Maomé, além de simbolizar a natureza a vida. Algumas variações na tonalidade do verde também são usadas pelos membros da CEDEAO (Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental), representando a relação política-econômica entre os países.

E o preto é o passaporte mais raro. Os documentos com essa cor podem ser encontrados entre cidadãos de alguns países africanos como Botswana, Zâmbia, Burundi, Gabão, Angola, entre outros. A Nova Zelândia também optou pela cor preta por ser a cor oficial do país.